América o único vencedor de Sábado no México

Os Americanistas vencem o Tigres em casa, enquanto que outros dois jogos terminaram empatados
América

A segunda rodada do Campeonato Clausura da Liga MX, aconteceu neste fim de semana. Três jogos movimentaram a noite de sábado. Foram eles, os empates entre Monterrey e Monarcas, Pachuca e Chivas e a vitória do América sobre o Tigres. Estes jogos simbolizaram a estréia de Monterrey e América no campeonato, uma vez que ambos tiveram seus jogos da primeira rodada adiados. Isso ocorreu devido ao dois clubes terem feito a final do Apertura 2019 a menos de um mês atrás. Por consequência desses resultados o Chivas assumiu a liderança do Clausura 2020. Além disso, a vitória coloca o América no grupo dos que possuem três pontos.

CLAUSURA LIGA MX – 2ª RODADA

MONTERREY 2 X 2 MONARCAS

O Monterrey, atual campeão do Apertura, finalmente estreiou no Clausura 2020. Assim como fez no final do ano, os Rayados vieram para o jogo prontos para tomar conta e criar as principais chances. Todavia, encontraram um time do Monarcas que se demonstrou arrumado e focado. Nos primeiros minutos, chances para os dois lados mas nenhuma que com perigo. Rogelio Funes Mori esteve muito bem marcado e quando teve chance de finalizar dentro da área foi travado pelo defensor. Aos 21 minutos, então um pênalti surgiu para o Monterrey. Em disputa pela bola no alto, Miguel Sansores acertou uma cotovelada sem intenção em Nicolás Sánchez. O zagueiro dos Rayados foi quem cobrou e abriu o placar aos 25′.

Atrás no placar, o Monarcas se lançou ao ataque . Aos 31′, Aldo Rocha acertou a trave de fora da área e na sobra Chino Millar coloca para dentro. O gol, no entanto, foi anulado pelo VAR por conta de uma falta anterior. Com 38 minutos, o autor da infração que cancelou o gol, se redimiu e fez o empate. De cabeça, após cruzamento de Luiz Mendoza, Martín Rodríguez colocou nas redes. A igualdade no placar, acendeu ainda o jogo. As jogadas dos dois times em velocidade levavam perigo. No fim do primeiro tempo, Aldo Rocha ainda virou o jogo para os Canários em belíssimo voleio que levou a bola ao ângulo.

O Monterrey voltou ao segundo tempo em busca do empate. Apesar disso, poucas foram as jogadas trabalhadas nos primeiros minutos e coube apenas em novo pênalti dar o empate ao time. Com o pênalti marcado, Sanchez voltou a marca, mudou o lado da cobrança e fez 2 x 2. O camisa 7, Funes Mori, ainda teve a chance da virada mas ao receber a bola atrás não conseguiu finalizar como sabe.

PACHUCA 0 X 0 CHIVAS

O jogo que aconteceu no Estádio Hidalgo, casa do Pachuca. O time da província que da nome a sua casa, buscava a sua primeira vitória no torneio. Todavia, o seu adversário foi o Chivas, considerado por muitos o time que melhor se reforçou na última janela de transferências. No entanto, o técnico Luis Fernando Tena, segue utilizando a base do time do Apertura e coloca as contratações apenas na segunda metade de partida. O primeiro tempo, surpreendentemente,  foi de um completo domínio do time da casa. O Pachuca chegou a ter com toda a certeza, pelo menos, quatro boas chances de gol. A principal delas foi aos 29 minutos, quando Luis Chávez chutou de fora da área, a bola desviou na defesa e passou muito próxima da trave direita defendida por Antonio Rodríguez.

Nos primeiros dois minutos da etapa final, mais duas chances criadas pelos donos da casa em jogada lateral foram salvas pelos defensores do Chivas. Aos 10 minutos, surgiu então junto a um contra ataque a melhor chance do jogo. Romário Ibarra recebeu na direita, passou por um defensor e cara a cara com o goleiro, teve seu chute defendido. Depois das substituições, o Chivas melhorou mais não conseguiu atacar. Tendo então o seu goleiro como o melhor da partida, levou um ponto para casa como troféu, uma vez que, este lhe deixa na primeira posição pelo menos por um dia.

AMÉRICA 1 X 0 TIGRES

O América começa o ano, buscando o que não conseguiu em 2019, ou seja, títulos. Jogando em seu estádio, Azteca, o clube iniciou o Clausura Mexicano, enfrentando o Tigres. Este por sua vez, buscava vencer fora de casa para compensar o empate com o San Luis na primeira rodada. Logo aos cinco minutos, o VAR foi chamado para um possível pênalti de Haret Ortega em Enner Valencia assinalado pelo juiz. No entanto, o árbitro de vídeo anulou a decisão, melhor para o time da casa.

No minuto número oito, mais uma notícia ruim para o Tigres. Rafael Carioca sentiu uma lesão e teve que ser substituído. Minutos depois, em contra ataque pela direita, Giovanni dos Santos controlou bem a bola e chutou cruzado, quase abrindo o placar para os donos da casa. A grande chance dos visitantes, foi a cabeçada de Eduardo Vargas aos 30 minutos, que parou na mão de Guilhermo Ochoa. Como resposta, cinco minutos depois, o ataque americanista obrigou Nahuel Guzmán a fazer linda defesa.

Na etapa final do jogo, o América começou a pressionar com o intuito de sair com os três pontos em sua estréia. Fatalmente, quando o jogo estava morno, um contra ataque mudou tudo. Giovanni dos Santos recebeu em velocidade, ao mesmo tempo, limpou o marcador e avançou. Sem marcação cruzou rasteiro para seu companheiro de ataque, Henry Martín, fazer o gol do jogo aos 69 minutos. O mesmo, dois minutos depois, em bobeira da defesa, ficou frente ao  Guzman, no entanto, ao tentar encobri-lo pecou e errou o chute. Os visitantes até tentaram voltar ao jogo em cabeçada na trave, porém se entrasse não seria validado o gol, visto que Valencia estava impedido. O Tigres continuou pressionando mas não conseguiu empatar. Com a vitória, o América tem um bom inicio de Clausura.

Foto Destaque: Reprodução/ América Twitter

Yuri Murta

Sobre Yuri Murta

Yuri Lima Murta já escreveu 101 posts nesse site..

Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

365 Scores

BetWarrior


Yuri Murta
Yuri Murta
Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por futebol e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor pelo esporte vem desde pequeno e o gosto por relacionar ele com outros temas vem desde o colégio, não atoa a minha monografia na faculdade de Geografia tem como tema a “Chapecoense e a cidade de Chapecó: Como o clube reflete a cidade”

Artigos Relacionados

Topo