A gloriosa camisa 9 do Corinthians

Os jogadores que melhor representaram a camisa 9 alvinegra

Ao longo dos anos, o Corinthians sempre teve um camisa 9 de referência na composição de seus elencos vitoriosos. Nem todos foram artilheiros dos torneios em que representaram o Alvinegro. Entretanto, os mesmos marcaram muitos gols importantes. Além disso, eles também ajudaram a liderar a equipe do Parque São Jorge rumo ao caminho de títulos e vitórias.

Nas duas últimas décadas, o Timão teve talvez os melhores “camisa 9” de sua história. Todos foram jogadores que contribuíram para que o Corinthians subisse de patamar tanto a nível nacional quanto internacional. Sabe aquele jogo em que o cara empurra a bola para rede, decide a partida e que a torcida nunca mais o esquece? Dada a importância do jogo ou do torneio em disputa, pois bem. A seguir, será listado a relação de alguns desses atletas, características, estilo de jogo, estatísticas e a importância que teve quando vestiu a camisa do Corinthians.

Casagrande

Ídolo do Corinthians, Casagrande foi revelado no próprio clube em 1980. Além disso, sempre foi muito raçudo e oportunista. O atacante tinha um faro de gol apurado e, deste modo, conseguiu marcar 93 gols em 234 jogos. Foi bicampeão paulista em 1982/1983. O centroavante era tão querido pela torcida que, em uma das vezes que vestiu a camisa de outra equipe, atuando contra o Corinthians, foi ovacionado pelos corinthianos ouvindo cantos como “volta Casão seu lugar é no Timão”. Este episódio balançou tanto o atacante que o mesmo acabou realmente voltando a vestir o manto alvinegro.

Tupanzinho

Considerado por muitos como Talismã da Fiel, o jogador era um misto de tudo que realmente agradava o torcedor. Rápido, objetivo, determinado e, acima de tudo, raçudo. Jogou no Timão na década de 1990, onde disputou 341 e marcou 52 gols. Tupanzinho vestiu a camisa do Corinthians em uma época que o clube ainda não havia sido campeão nacional e tentava de todas as formas se livrar desse tabu. Sendo assim, a cobrança era grande e o desejo pela conquista de um Campeonato Brasileiro era tamanho, que não dava mais para adiar. Dessa forma, o Talismã da Fiel correspondeu em campo.

Na final do Campeonato Brasileiro de 1990, contra o rival São Paulo, que tinha uma equipe muito superior ao Corinthians, Tupanzinho marcou o maior gol de sua carreira. Além disso, foi o maior gol da vida de muita gente e o tento histórico título do Corinthians. Deste modo, o timão sagrou-se pela primeira vez campeão brasileiro, onde assinou um gol na raça, chorado e que vale a pena ser lembrado pelo torcedor.

Ronaldo

O Fenômeno chegou ao Parque São Jorge para definitivamente colocar o Corinthians no lugar em que sempre quis estar. No início não foi fácil. O mesmo chegou em 2009, desacreditado pela grande maioria das pessoas, devido ao histórico de lesões. Com sua dedicação e empenho, superou as adversidades. Atuou em 69 partidas, onde marcou 35 gols. Sagrou-se campeão paulista em 2009, marcando gols importantes contra os rivais Santos e São Paulo nas fases finais. Também foi campeão da Copa do Brasil em 2009 contra o Internacional, onde anotou dois gols no primeiro jogo das finais.

Ronaldo ajudou o Corinthians não só dentro de campo, mas também fora dele. Trouxe visibilidade internacional, participou com ideias e com seus patrocinadores nos projetos de construção dos centro de treinamentos e estádio. Atualmente, o fenômeno é uma espécie de torcedor – embaixador do clube e participando, inclusive, de várias decisões que envolvem o futuro do clube -. São por esses e outros motivos que é considerado ídolo por todos os corinthianos.

Luizão

O atacante também atuou pelo clube paulista na década de 90. Goleador nato, tinha como principal características o ótimo posicionamento e o cabeceio. Pelo Timão, foram 109 jogos e 76 gols marcados. Com a camisa alvinegra, conquistou os seguintes títulos: Campeonato Brasileiro 1999, onde foi um dos principais responsáveis pela excelente campanha da equipe até sagrar-se campeã; Campeonato Mundial, em 2000; e Rio-São Paulo no ano de 2002.

Guerrero

O peruano chegou em 2012 para assumir a vaga que até então era de Liedson. Após marcar alguns gols nos últimos jogos do Brasileirão daquela edição, Guerrero foi convocado para disputar o Mundial de Clubes pelo clube. Foi exatamente importante no Mundial, fazendo com que o atacante conseguisse seu lugar na historia do Corinthians. Isso foi motivado pelo gol marcado, que levou o time para as semifinais. Na final, marcou o gol do título no duelo contra o Chelsea. O peruano tinha tudo para ser para sempre um dos grandes ídolos do clube de Parque São Jorge. Entretanto, optou por sair do clube por motivos financeiros.

Victor Lima

Sobre Victor Lima

Victor Lima já escreveu 20 posts nesse site..

Victor Gonçalves de Lima 28 anos, Paulista - Formado em Gestão Ambiental, Química e Estudante de Jornalismo. Amante do futebol desde garoto passei a me interessar muito pelos bastidores do esporte coberturas, entrevistas, textos, estatísticas etc. além disso, adoro escrever e encontrei tudo isso no curso de Jornalismo onde pretendo me especializar em jornalismo esportivo. Como lazer gosto de curtir a família, praticar atividade física, Cinema e Estudar. Agradeço a Deus pelas oportunidades em minha vida, em especial a minha família e esposa Talita, meus maiores incentivadores. Instagram @victorloficial @casaldecampos

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Victor Lima
Victor Lima
Victor Gonçalves de Lima 28 anos, Paulista - Formado em Gestão Ambiental, Química e Estudante de Jornalismo. Amante do futebol desde garoto passei a me interessar muito pelos bastidores do esporte coberturas, entrevistas, textos, estatísticas etc. além disso, adoro escrever e encontrei tudo isso no curso de Jornalismo onde pretendo me especializar em jornalismo esportivo. Como lazer gosto de curtir a família, praticar atividade física, Cinema e Estudar. Agradeço a Deus pelas oportunidades em minha vida, em especial a minha família e esposa Talita, meus maiores incentivadores. Instagram @victorloficial @casaldecampos
http://redacao%20fnv

Artigos Relacionados

Topo