Wolfsburg 5 x 1 Bayern: quando Dzeko e Grafite acabaram com os bávaros

Antes de mais nada, na coluna Quebrando Muros dessa semana, falaremos da goleada histórica do Wolfsburg contra o Bayern de Munique na temporada 2008/09. Além disso, como Grafite e Dzeko se tornaram a maior dupla de artilheiros da Bundesliga, e ajudaram os Lobos a levantarem o Meisterschaleo troféu de campeão Alemão pela primeira e única vez.

GRAFITE MARCA GOL ANTOLÓGICO, WOLFSBURG GOLEIA O BAYERN E ASSUME A LIDERANÇA DA BUNDESLIGA

Em suma, na 26ª rodada da Bundesliga 2008/09, os Lobos pela primeira vez na temporada assumiram a liderança no campeonato, e não saíram mais dela. Assim, após golear o poderoso Bayern, o Wolfsburg contou com um tropeço do Hertha Berlin, líder da Competição naquele momento, e saltou da 3ª para a 1ª posição. Dessa forma, vamos contar como foi aquela histórica partida.

Com um primeiro tempo muito equilibrado e com chances de gols para ambos os lados, a bola só entrou minutos antes do intervalo. Assim, Gentner abriu o placar de cabeça aos 43 minutos, após cruzamento de Misimovic, para a festa dos torcedores. Entretanto, logo na sequência, o italiano Luca Toni empatou e colocou fogo no duelo novamente.

O GOL DE GRAFITE E A GOLEADA DOS LOBOS

Dessa forma, o Bayern não conseguiu evitar o Wolfsburg, que virou um verdadeiro rolo compressor na 2ª etapa. Assim, aos 18, Dzeko recebeu cruzamento de Schafer pela esquerda e colocou os Lobos na frente. Em seguida, em um lindo contra ataque, o Bósnio saiu na cara do gol e ampliou a vantagem do time da casa. Aos 29 minutos, Grafite fez o quarto do time da casa e fechou o caixão dos Bávaros.

Contudo, três minutos depois veio o grande lance da partida, daquele campeonato e da carreira do atacante Brasileiro. Assim, Grafite passou no meio de dois defensores do Bayern, driblou o goleiro Rensing, e com um lindo toque de calcanhar, fez o quinto gol daquela goleada histórica. Dessa forma, o atacante saiu ovacionado pelos torcedores, naquela que seria a oitava vitória consecutiva dos Wolfsburg no campeonato, e que ainda proporcionou liderar o Torneio pela primeira vez.

A GOLEADA CONTRA O WERDER BREMEN E A CONQUISTA DA PRIMEIRA BUNDESLIGA DE SUA HISTÓRIA

Em suma, após assumir a liderança contra os Bávaros, o Wolfsburg continuou na ponta da tabela e encaminhava de forma espetacular seu primeiro titulo de Bundesliga da história. Assim, na última rodada, jogando na Wolkswagen Arena, os Lobos em outro 5 x 1, dessa vez contra o Bremen, garantiram o título do Campeonato Alemão daquele ano, com 69 pontos, dois a mais que o vice-líder, Bayern.

Assim, o titulo começou a ser garantido ainda na primeira etapa, mesmo precisando só de um empate. Misimovic abriu o placar aos 6 minutos aproveitando o vacilo da defesa. Em seguida, Grafite antecipou cruzamento e fez o segundo, e ainda participou do terceiro gol, quando driblou o zagueiro e tentou cruzar, Prodl fez contra. Dessa forma, com o título na mão os donos da casa diminuíram o ritmo, e viram Diego Ribas, hoje camisa 10 do Flamengo, tabelar com Pizarro, entrar na área e diminuir o placar.

Entretanto, o dia era todo dos mandantes. No segundo tempo, Grafite marcou seu segundo no jogo, de cabeça, após cobrança de falta na área aos 11 minutos. Por fim, Dzeko apareceu nas costas do brasileiro Naldo, anotando o quinto gol, dando números finais ao duelo e confirmando aquela que seria enfim a 1ª Bundesliga conquistada na história do Wolfsburg.

DZEKO E GRAFITE: A DUPLA ARTILHEIRA DO WOLFSBURG

A saber, o elenco do Wolfsburg contava com peças interessantes, como o goleiro Benaglio, o camisa 10 Misimovic, o brasileiro e capitão Josúe, que foram comandados por Felix Magath, técnico tricampeão da Bundesliga. Contudo, os dois principais jogadores na temporada foram Dzeko e Grafite. A saber, a incrível dupla participou diretamente de 93 gols da equipe na temporada 2008/09.

Além disso, bateram o recorde de Uli Hoennes e Gerd Muller, dupla do Bayern que na temporada 1972/73 participaram diretamente de 53 gols. A dupla do Wolfsburg terminou com 54 gols, com Grafite sendo artilheiro com 28, e Dzeko vice com 26 tentos. Assim, sendo o artilheiro naquela Bundesliga, Grafite igualou a marca de Ailton como estrangeiro com o maior número de gols em uma edição do Alemão. Com isso, o atacante brasileiro ex-Werder Bremen, terminou a temporada 2003/04 também com 28 gols.

https://twitter.com/Futebol0710/status/1356295274495410177

A CURTA HISTÓRIA DO WOLFSBURG

Os Lobos, apelido do clube, foi fundado em 1945, passou a ser patrocinado pela Wolkswagen em 1952, e chegou a elite do Futebol Alemão em 1997. Além disso, a primeira competição internacional que disputou, foi a Copa da Uefa, onde saiu eliminado na terceira rodada, em 1999, pelo Atlético de Madrid. A saber, em setembro de 2004, uma vitória contra o Hansa Rostock, clube que atualmente está na 3ª divisão, levou os Lobos à liderança da Bundesliga pela primeira vez em sua história.

Contudo, os anos seguintes não foram fáceis, e em 2006 e 2007, o clube lutou para não ser rebaixado até o final da temporada. Assim, em maio de 2007, Felix Magath assumiu como treinador e diretor esportivo ao mesmo tempo, e após uma temporada que Magath assumiu o comando, o clube enfim conseguiu vencer a Bundesliga pela 1ª vez em toda sua história.

Algum tempo depois, os Lobos voltaram a vencer as competições nacionais alemãs. A saber, venceu a DFB Pokal contra o Dortmund por 3 x 1, derrotou o Bayern na Supercopa da Alemanha, nos pênaltis, na temporada 2014/15, e terminou o Campeonato Alemão daquele ano como vice-campeão. O Wolfsburg contava com bons nomes no elenco, como Kevin de Bruyne e Ivan Perisic. Atualmente, o clube faz boa temporada e se encontra na 3ª posição da Bundesliga, podendo voltar a disputar a Champions League após cinco anos.

https://twitter.com/ijvictorc/status/1379453297250164741

Foto Destaque: Reprodução/Agência/Reuters

Matheus Ventura
Escolhi fazer jornalismo pois tenho um sonho de trabalhar na área esportiva, já desde pequeno ouvia jogos na rádio da minha cidade e acompanhava os campeonatos do nosso país, e outros como o Inglês e o Espanhol e como quase todo menino sonhava em ser jogador. Porém o sonho de ser jogador não deu certo, mas encontrei no jornalismo esportivo uma forma diferente de trabalhar e ser feliz na área do esporte.