Veteranos da disputa da Libertadores da América

- Citamos alguns atletas com rodagem pelo futebol e que desfiarão nos gramados da América

Garra, luta e, acima de tudo, superação, esse são alguns adjetivos que fazem parte de uma competição tão intensa como a Libertadores da América. Além disso, a experiência também é algo fundamental. Se olharmos os times, eles contarão com um ou mais em seu elenco. Na atual temporada, teremos vários veteranos atuando, o que não é novidade: Lucho, Andrés D'Alessandro, Rafinha, Daniel Alves, Roque Santa Cruz, entre outros. Dessa forma, listamos apenas alguns que já estão de passaporte rumo a conquista da América.

Daniel Alves (São Paulo)

O maior vencedor do futebol, Daniel Alves, tenta entrar agora em um seleto grupos dos que conquistaram a Champions e a Copa Libertadores. Dessa forma, o atleta participa de sua primeira competição. Além disso, é a principal referência, tanto técnica quanto na experiência. Sendo assim, o mesmo será muito útil para tentar tirar o Tricolor da fila que perdura desde 2012.

Roque Santa Cruz (Olímpia)

Roque Santa Cruz, um dos personagens mais longínquos do futebol sul-americano, quer pôr mais um capítulo na sua história tão respeitada. Contudo, o atacante já foi campeão do torneio. Dessa forma, levantou a taça com o Olímpia, quando ainda era um garoto. Agora mais velho e com mais experiências, o jogador busca repetir o feito com seu time de origem.

Lucas Barrios (Gimnasia y Esgrima La Plata)

Campeão da Libertadores em 2017, em sua passagem pelo Grêmio, Lucas Barrios é outros daqueles que já rodou por várias equipes. No entanto, por onde passa deixa sua marca de artilheiro. Dessa maneira, essa temporada jogará pelo Club de Gimnasia y Esgrima La Plata. O atacante, que veste a camisa 18, tentará surpreender com a equipe da Argentina.

Andrés D'Alessandro (Internacional)

Raça, garra e técnica são três elementos fundamentais para a disputa da competição e não tem como citá-los e não lembrarmos de Andrés D'Alessandro, ídolo colorado. O jogador é a figura que representa bastante o estilo do torneio. Campeão da Libertadores com o Inter em 2010, o atleta busca seu segundo título e consequentemente o tricampeonato da equipe gaúcha.

Fabrício Coloccini (San Lorenzo)

Após retornar em 2016 para o seu time de coração, o San Lorenzo, Fabricio Coloccini é sinônimo de entrega. Além disso, o jogador sempre faz questão de demonstrar a sua dedicação dentro de campo. Dessa forma, é um dos líderes dentro Ciclón. Com isso, o atleta quer e tentará ajudar com a sua experiência, para tentar chegar ao segundo título na competição.

Rafinha (Flamengo)

Na seleta lista de campeões da Champions e da Libertadores, encontra se Rafinha. O lateral que ganhou na primeira que disputou. Além disso, o Flamengo chega como um dos favoritos novamente pelo alto investimento. Além disso, o clube contará com a experiência do atleta que está habituado a grandes conquistas e espera repetir o feito de 2019.

https://www.instagram.com/p/B5PSOfdFND1/?igshid=11vgn9ifzs6xc

Foto destaque: Reprodução/Metrópoles

Gilvan Rodrigues
Gilvan Rodrigues
Gilvan Junior, 20 anos, natural de Feira de Santana, estudante de jornalismo pela FAT. Desde pequeno, meu principal assunto era o esporte. Sempre acompanhado programas, sites, etc. Decidir, partir pra área que me dará a oportunidade de viver daquilo que mais amo. O futebol.

Artigos Relacionados

Topo