No Estádio El Teniente, em Rancagua, no Chile, o Brasil vai a campo pela segunda vez no hexagonal do Sul-Americano Sub 20, contra a Venezuela. O jogo acontece às 23h10 (horário de Brasília), com os times buscando saírem da inércia que foi os seus primeiros jogos. O time verde e amarelo, fez uma partida ruim e pretende melhorar sua atuação.

Venezuela

Após sofrer o empate contra o Uruguai na primeira rodada, a equipe Vinotinto busca vencer para se manter bem no campeonato. Contra um velho conhecido, a equipe de Dudamel conta com a volta de Hurtado, um dos seus principais jogadores no campo ofensivo. Além dele, Sosa, que vem fazendo grande torneio também deverá estar entre os 11 iniciais. Junto com eles, Vargas e Casseres ajudaram do meio para trás, evitando a investidas brasileiras. Ao final do jogo contra o Uruguai, o técnico elogiou seus jogadores, pela dedicação e foco.

“Eu os notei focados, calmos e jogaram bem, eles entenderam muito bem os pontos fortes de uma grande equipe como o Uruguai e nós respondemos muito bem, especialmente no primeiro tempo”, afirmou o treinador.

Provável escalação:  Olses; Bonilla, Makoun, Riki Magana, Ignacio Anzola; Jesús Vargas, Carlos Ramos, Rommell Ibarra e Cristian Casseres; Samuel Sosa e Jan Carlos Hurtado. Técnico: Rafael Dudamel.

Brasil

Comandados por Carlos Amadeu, o Brasil ainda busca engrenar na competição. O 0 x 0 desagradou a todos que observaram o jogo contra a Colômbia, e mostrou ainda mais preocupação em um ponto importante: a criatividade. Mais uma vez, o treinador canarinho deve fazer mudanças para uma partida. Uma delas, será Marquinhos Cipriano que dará lugar a Matheus Tetê. Igor é outro que deve ganhar uma vaga no ataque, na vaga de Lincoln. O técnico brasileiro admite as dificuldades e que tenta encontrar as melhores opções, para ultrapassar essa barreira.

“Temos dificuldade para fazer gol. Isso é nítido, não é desse momento da competição. Foi assim dentro dos treinos, dos amistosos, tivemos essa mesma dificuldade. Falta mais desse jogo combinado no meio para fornecer a bola mais limpa no ataque. É uma dificuldade que temos, mas estamos enfrentando. Temos que encontrar forma de chegar mais”, disse Carlos Amadeu.

Provável escalação: Phelipe, Emerson, Vitão, Walce, Carlos; Luan, Marco Antonio Bahia e Gabriel Menino; Tetê, Rodrygo e Igor (Lincoln). Técnico: Carlos Amadeu.

https://twitter.com/CBF_Futebol/status/1091362843956600833

Retrospecto

O Brasil está invicto contra a equipe da Venezuela. Em 11 jogos disputados, todos foram vencidos pelo time verde e amarelo. O último aconteceu na primeira fase da competição de 2019, por 2 x 1, com dois gols de Rodrygo.

Avatar
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados