Vendetta: Gigante Itália acaba com o sonho do tri espanhol

Foi uma partida para se guardar com carinho na memória. Há 22 anos os italianos não sabiam o que era derrotar a Espanha em partidas oficiais. A última foi durante a Copa do Mundo de 1994 e de lá para cá, a história sorriu mais para os espanhóis, principalmente nas duas últimas edições da Eurocopa: vitória Roja nos pênaltis pelas quartas de final de 2008 e um acachapante 4 a 0 na finalíssima de 2012. Nesta segunda, a Azzurra se agigantou em campo, jogou como a tetracampeã mundial que é, e pôs fim a hegemonia de Iniesta e cia em territórios europeus em um jogo digno da tradição das duas seleções.

Não teve um ônibus azul estacionado na frente de Buffon. Não. O que se viu foi uma Itália competitiva, bem armada por Antonio Conte, que não se intimidou com o favoritismo da atual bicampeã do torneio. Abriu o placar com Chiellini só depois de meia hora de jogo, mas se não fosse por De Gea, a primeira etapa teria terminado 4 a 0 para os italianos tranquilamente, porque os espanhóis não reagiram ao tento sofrido.

A Espanha veio diferente para o segundo tempo. Voltou mais intensa e pressionou a Itália, encaixotando-a em sua intermediária. Mas embaixo das traves italianas tinha Gianluigi Buffon, que não é chamado de lenda à toa. Os Azzurri jogaram os 45 minutos finais por uma bola, e ela apareceu no finalzinho do jogo. Coube a Pellè não desperdiçar, sacramentando a derrota e enterrando o sonho do tri para os espanhóis.

Em uma Eurocopa em que a qualidade do nível técnico dos jogos vem deixando a desejar, Itália e Espanha deram de presente aos amantes do bom futebol um confronto para se lembrar por muito tempo. Para os espanhóis, fica a deixa para iniciar a renovação da geração que ganhou tudo o que podia e encantou o mundo. Já os italianos têm muito que comemorar: o time acabou com qualquer desconfiança que ainda pudesse existir e pelo o que vimos hoje, está pronta para jogar com a atual campeã do mundo, Alemanha, no próximo sábado, em Bordeaux, às 16h (de Brasília), em jogo válido pelas quartas de final da Euro.

Mayara Flausino

Sobre Mayara Flausino

Mayara Flausino já escreveu 33 posts nesse site..

Mayara Flausino, 22 anos, sempre foi apaixonada por esportes. Já tentou ser nadadora, ginasta, jogadora de basquete, vôlei e futsal. No fim, pendurou as chuteiras e decidiu ir para o time dos jornalistas, o qual faz parte desde 2015. Atualmente procura uma vaga no time profissional e luta pelo fim do escanteio curto.

BetWarrior


Poliesportiva


Mayara Flausino
Mayara Flausino
Mayara Flausino, 22 anos, sempre foi apaixonada por esportes. Já tentou ser nadadora, ginasta, jogadora de basquete, vôlei e futsal. No fim, pendurou as chuteiras e decidiu ir para o time dos jornalistas, o qual faz parte desde 2015. Atualmente procura uma vaga no time profissional e luta pelo fim do escanteio curto.

    Artigos Relacionados

    Topo