Veja retrospecto dos reforços do Bragantino no ano

Em resumo, nove jogadores reforçaram a equipe do RB Bragantino no ano. Dessa forma, alguns tiveram mais oportunidades e conseguiram se encaixar entre os titulares. Entretanto, outros não desempenharam o mesmo e pouco foram utilizados.

A princípio, os atletas que reforçaram o elenco do Massa Bruta foram: Maycon Cleiton, Jadsom, Rafael Luiz, Natan, Pedrinho, Emi Martínez, Praxedes, Miguel e Gabriel Novaes.

Confira os melhores momentos do último jogo do Bragantino

Desempenho dos reforços do RB Bragantino nessa temporada

Maycon Cleiton

Goleiro que veio do Santa Cruz para ser uma das opções quando o Cleiton não estivesse disponível. Porém, o arqueiro não atuou em nenhum jogo da temporada.

Jadsom

Meia vindo do Cruzeiro. Jadsom, mesmo reserva, teve um início de temporada boa. Entretanto, quando Raul se machucou, ele assumiu a titularidade e se firmou entre os 11 iniciais.

Rafael Luiz

A princípio, vindo de empréstimo do Ferroviária, Rafael não teve muitas oportunidades ao longo do ano. Isso também se deve às diversas lesões que teve.

Natan

Chegou de empréstimo ao Flamengo, mas o Braga o comprou, já que o zagueiro atuou mais de 45 minutos em 20 partidas. Assim, por uma cláusula em seu contrato, o jovem fica em definitivo na equipe de Bragança Paulista.

Pedrinho

Em suma, o jovem teve altos e baixos ao longo do ano. Entretanto, já no fim da temporada, o meia teve que suprir a ausência de Lucas Evangelista e Eric Ramires. Porém, não rendeu o que se esperava e voltou para o banco.

Emi Martínez

Último reforço do Toro Loko na temporada, Martínez veio do Nacional, do Uruguai. O meia fez bons jogos, chegando até marcar gol.

Praxedes

Sobretudo, a contratação mais cara da história do Massa Bruta, Praxedes se destacou na equipe e assumiu a vaga de Claudinho, quando foi vendido para o Zenit, da Rússia.

Miguel

Em resumo, o jovem Miguel, que veio do Fluminense, é uma promessa, mas não atuou pelo Braga em 2021.

Gabriel Novaes

Por fim, Gabriel veio para ser mais uma peça de ataque. Entretanto, com algumas lesões ao longo do ano, o jogador não foi tão aproveitado e só voltou no fim, onde jogou alguns jogos.

Foto destaque: Divulgação/Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Enzo Pires
Tenho o sonho de trabalhar com o que eu mais amo, que é o FUTEBOL. Amante desse esporte desde criança, queria ser jogador, mas como não deu certo, agora eu busco trabalho com isso, só que fora de campo.