O QUE HOUVE?

O Clube de Regatas Vasco da Gama sempre acostumou-se a vencer. Por lá, Roberto Dinamite, Romário e Edmundo deixaram seus legados. No total, 123 anos de história e muito reconhecimento internacional. Entretanto, de 2010 para cá, o peso da camisa cruz-maltina não foi suficiente para que o time se mantivesse no topo. A partir disso, o que aconteceu com o Gigante da Colina?

OS PRIMEIROS PASSOS DO VASCO DA GAMA

Fundado em 1898, na cidade do Rio de Janeiro, a equipe ganhou o seu nome em homenagem ao navegador português, Vasco da Gama. As cores escolhidas para simbolizar o clube foram: o preto, o branco e o vermelho, estilizados na cruz de malta, símbolo do time. Todavia, foi apenas em 1916 que o Vasco passou a integrar o futebol carioca. Assim, estreou na terceira divisão do campeonato estadual e, já em 1923, figurava-se na divisão principal.

Além disso, toda história precisa de um palco, e isso jamais faltou. Inaugurado em 1927, São Januário foi considerado, até 1930, o maior estádio do Brasil. Sua construção era uma resposta aos clubes elitistas da época. Em síntese, tudo estava pronto. Dessa forma, os primeiros passos, em direção ao sucesso, haviam sido dados.

início do vasco
Foto: Reprodução/Manoel Pires/Álbum do Vasco da Gama

O AUGE CRUZ-MALTINO

Antecipadamente, o sucesso nas competições é fundamental para o reconhecimento de um clube. Nesse sentido, a sala de troféus do Vasco é enorme – de Campeonato Carioca à Taça Libertadores da América – todos os canecos já pertenceram ao gigante. Ainda assim, para muitos, triunfar internacionalmente é a grande obsessão. Porém, é necessário, primeiro, conquistar seu país. E disso, eles já sabem muito bem…

título
Foto: Reprodução/Manoel Pires/Álbum do Vasco da Gama 

O DECLÍNIO VASCAÍNO

O ano era 2008, e os Cruz-Maltinos contavam com um de seus maiores ídolos na equipe, Edmundo. No entanto, ele e todo o grupo não foram capazes de se manter na elite do futebol brasileiro. Sendo assim, amargaram o primeiro rebaixamento em toda a história.

Após a queda, nesse meio tempo, o clube se estruturou novamente. E, em 2011, conquistou a Copa do Brasil. Todavia, a Série B assombrava mais uma vez. Em 2013, pela segunda vez, figurava-se entre os últimos quatro colocados do Brasileirão. O mesmo aconteceu em 2015.

rebaixamento
Foto: Reprodução/Rafael Ribeiro/Vasco

O RECOMEÇO DO GIGANTE

O ano de 2020 não foi bom para o Gigante da Colina. Como resultado, em 2021, a segunda divisão aterrorizava os vascaínos pela quarta vez. Com tudo, muitos se questionam do motivo de tal decadência. Alguns, apontam que os jogadores e toda a comissão técnica são os principais responsáveis pelos vexames. Outros, argumentam que a má gestão foi determinante para o feito, afundando o clube em dívidas.

Afinal, todos estão certos. Há um pouco de tudo. No momento, o Vasco da Gama ocupa as últimas posições na tabela de classificação. Assim, uma possível Série C começa a ser cogitada pelos rivais. Contudo, a história e o peso no cenário mundial fazem com que o time resista à um novo vexame. Entretanto, com certeza, é necessário um recomeço.

Foto destaque: Reprodução/João da Silva/Getty Images 

André Lemes Merice

Avatar
Processo Seletivo

Deixe uma resposta