Valeu pelos três pontos

- Neste domingo, em jogo morno, o Palmeiras derrotou o Internacional por 1 a 0 no Pacaembu, com gol marcado por Dudu
Apesar da pouca inspiração, o Verdão conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro diante do Internacional. Após o alívio, esperasse agora um clima melhor no elenco e principalmente uma evolução tática da equipe de Roger Machado.
Na cultura do nosso futebol, que vive de resultados, o pequeno jejum de três partidas sem vencer (Corinthians, Boca Juniors e Botafogo) tinham servido para ligar um sinal de alerta em uma equipe que até a final contra o alvinegro tinha a melhor campanha no país. Mas até do que a falta de vitórias, os vacilos da defesa e o arrefecimento do ataque, foram suficientes para as cornetas voltarem a soar no entorno do Allianz Parque.
Apesar da atuação regular, a vitória dá animo para encarar uma semana que parece ser intensa, com confrontos contra Boca Juniors e Chapecoense, além do anúncio do resultado do julgamento da final do Campeonato Paulista.

O JOGO

1º tempo

No início do jogo, quem dominou foi o Colorado. Marcando sob pressão a defesa adversária o Inter obrigou Jaílson a duas grandes defesas. Após os primeiros 15 minutos, porém, o time da casa se reorganizou e melhorou sua saída de bola. O jogo então perdeu em emoção e técnica, pois ambas as equipe erravam muitos passes ao se aproximar da área adversária. Nesse momento, os goleiros praticamente só assistiam a partida.

Quando o primeiro tempo parecia encaminhar monotonamente para a igualdade, uma inovação de Roger fez a diferença. Ele posicionou Lucas Lima centralizado nas costas dos volantes adversários. Assim, ele pode qualificar seus passes no terço final do campo.

Desta forma, aos 39 minutos, Lucas Lima dominou no meio campo e lançou Diogo Barbosa, na esquerda, entre os marcadores colorados. Com liberdade, o lateral colocou a bola na cabeça de Dudu, que desviou para as redes. Após o gol o atacante palmeirense, ao invés de comemorar, mostrou apatia, em sinal de protesto contra as críticas que recebeu durante a semana de alguns torcedores palestrinos.

Antes do fim do primeiro tempo, aos 49 minutos, surgiu a primeira polêmica da arbitragem. Nico López recebeu uma “entrada” de Lucas Lima e caiu dentro da área pedindo pênalti. Marcelo de Lima Henrique nada marcou.

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

2º tempo

Na segunda etapa, o Inter voltou com a marcação alta e pressionando em busca do empate. Objetivo, o Verdão, se postou compacto e marcando quase sempre só a partir do meio-campo, mantendo apenas Borja na frente da linha do meio de campo. Odair Hellmann então trocou Nico López por Leandro Damião e ganhou uma referência na área.

Com o centroavante a equipe gaúcha passou a apostar em perigosos cruzamentos na área. Num deles Damião chegou a balançar as redes, mas o árbitro anulou alegando um impedimento que não houve. Após o susto, o Palmeiras seguiu na defesa, com Borja e Lucas Lima, puxando os contrataques. Nos mais perigoso deles, Lucas Lima carimbou a trave de Danilo Fernandes aos 19 minutos.

Para manter o ritmo, Roger Machado fez mudanças, tirando Lucas Lima, Dudu e Borja para as entradas de Moisés, Willian e Deyverson. Fechado e aproveitando a pouca inspiração do adversário, o Palmeiras assim conseguiu manter o placar inalterado e pode celebrar sua primeira vitória no torneio.

Foto: Ricardo Duarte
Renato Melhem

Sobre Renato Melhem

Renato Melhem já escreveu 51 posts nesse site..

Renato Melhem é comentarista esportivo da TV Cidade e da rádio Nova Difusora AM de Osasco. Escreve também no Blog O NOSSO FUTEBOL - www.onossofutebol.com Formado em Arquitetura e Urbanismo é Conselheiro do CAU/SP.

BetWarrior


Poliesportiva


Renato Melhem
Renato Melhem
Renato Melhem é comentarista esportivo da TV Cidade e da rádio Nova Difusora AM de Osasco. Escreve também no Blog O NOSSO FUTEBOL - www.onossofutebol.com Formado em Arquitetura e Urbanismo é Conselheiro do CAU/SP.
http://www.onossofutebol.com

    Artigos Relacionados

    Topo