Bahia

A princípio, nos últimos dias muito se falou sobre uma possível venda do Esporte Clube Bahia. Desse modo, o diretor da XP Investimentos, Pedro Mesquita, sugeriu que o Esquadrão fizesse esse parte processo. No entanto, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, pediu calma para entender o processo. Após ter negado conversas com a empresa, ele afirmou estarem “atentados e refletindo”.

Presidente do Bahia explica não ter conversas, porém estar apto para ouvir

Não temos nada assinado com, apenas um convite para duas reuniões que participamos. Nada assinado, nada contratado. Estamos apenas fazendo nosso papel como clube de ouvir.

Dessa maneira, o presidente entende a mudança dos clubes para virar S.A. Recentemente, casos do Bragantino, Athlético-PR, Botafogo e Cruzeiro vieram à tona. Porém, também entende que não é o momento de falar sobre isso.

Diversos clubes pequenos e médios do futebol brasileiro estão passando a ser uma S.A. Nós não podemos ficar de fora dessa discussão. Mas não temos nada maduro para compartilhar.

Bellintani ainda comentou que a ideia precisa amadurecer:

Estamos refletindo sobre isso, apesar de acharmos que não é o momento de colocar esse tema em discussão. Precisa amadurecer e cuidar disso como o máximo de atenção possível. Entendemos os casos que vão acontecer no futebol brasileiro imediatamente.

Por fim, com a queda do Tricolor para a segunda divisão, muitos torcedores estão insatisfeitos com o clube. Com isso a reformulação no elenco precisa ser intensa, para tentar voltar à série A. Bellintani, afirmou ter sido procurado por Pedro, todavia foi apenas sondagem. Assim, as buscas por reforços deverá acontecer, pois Estadual, Copa do Brasil e Brasileirão, será o foco para 2022.

Caio Santos