Uma “GUERRA” no bom sentido

Assim foi a partida de ontem entre Deportivo Cali e Racing no estádio Monumental de Palmaseca, apesar de duas expulsões uma para cada lado, alguns cartões amarelos e 36 faltas no total do jogo sendo 20 para equipe da casa e 16 para os visitantes, o jogo teve um caráter  de guerra, pela sua batalha e disposição em campo, as duas equipe se doando ao máximo, melhor para equipe argentina que com empate se manteve na liderança isolada.

O jogo

Um primeiro tempo completamente da equipe da casa o Deportivo que precisa da vitória, vinha de uma goleada sofrida para equipe do Bolivar, la na Bolívia e também de um empate em casa contra a equipe do Boca Juniors, precisava dos três pontos e se lançou ao ataque conseguindo abrir o placar aos 10 minutos com Roa. A pressão era grande e a equipe da casa chegou logo ao segundo gol aos 34 com Sambueza, a partir daí foi uma pressão inacreditável do Deportivo, com uma grande atuação do goleirão Saja, é ele mesmo o goleiro que teve uma passagem aqui no Brasil pela equipe do Grêmio fez um primeiro tempo incrível salvand sua equipe de uma goleada.
No segundo o técnico argentino Facundo Sava percebeu que tinha que mexer, para mudar a partida saiu do 4-4-2 para  4-2-3-1 com variação para o 4-3-3 muitas das vezes, afinal perdendo de 2, de 3 ou de mais da no mesmo e foi recompensado pela garra e força do seu time no segundo tempo a equipe de avellaneda conseguiu empatar o  jogo com gols de Leandro Grimi aos 15 e Lisandro Lopez aos 27 da segundo etapa dando números finais a partida.

Próximas partidas e Classificação

As duas equipes voltam a se enfrentar daqui 3 semanas nessa parada da Libertadores, más preciso no dia 07/04 agora na Argentina, o Racing continua na liderança com 5 pontos ganhos, logo atrás vem o Bolívar com 4, em seguida o Boca Juniors com 3 e em último no grupo, mais ainda com possibilidades de classificação a equipe Colombiana o Deportivo Cali.

Avatar
Thiago Cortes
Sou Thiago Cortes Rangel, Carioca da Gema nascido e criado no Rio de Janeiro e simplesmente um apaixonado por Futebol. Por um tempo fui “quase” jogador, atuei nas categorias de base de alguns times no Rio, um deles o C.R Vasco da Gama. Não realizei meu sonho, poderia desistir de tudo, apenas poderia. Acabei descobrindo outra paixão o Jornalismo. Em 2015 iniciei minha trajetória na faculdade e emendei vários cursos principalmente esportivos e foi em um deles onde tive o prazer de conhecer e aprender muito com meu ídolo PVC(Paulo Vinícius Coelho) eleito por muitos um dos melhores jornalistas esportivos. Hoje eu tenho orgulho de fazer parte de colunistas desse site, Eu sou Futebol na Veia até morrer!!!

Artigos Relacionados

Topo