Acompanhe as principais notícias do mercado de futebol argentino neste fim de semana!

Club Atlético Boca Juniors

Mario Pargolini renuncia a vice-presidência

Mario Pargolini não é mais o vice-presidente do Boca Juniors. O gestor, que possuía relações conflituosas com a imprensa e com outros membros do clube, anunciou seu desligamento do cargo no dia primeiro de abril. O mandatário ainda justificou sua ação: “Percebi que não conseguia trazer minha visão (…). Talvez meus tempos não sejam os do Boca”. A equipe não se manifestou em suas redes sociais.

Lucas Torreira quer compor o futebol xeneize

Quebrando a sequência negativa de acontecimentos, o Boca Juniors pôde ter um resquício de otimismo para seu futebol. Lucas Torreira, emprestado ao Atlético de Madrid (ESP) pelo Arsenal (ING), se declarou ao clube e alimentou esperanças por um acordo no futuro. Em entrevista à ESPN, o jogador relatou como a decisão foi tomada de maneira consciente, porém em um momento trágico.

Após a morte de sua mãe, mais uma vítima da COVID-19, o atleta tomou sua decisão. Ele disse: “Na noite em que minha mãe morreu, às 04:15 da manhã me chamaram e uma das primeiras pessoas a quem comuniquei a notícia foi o meu representante”. E finalizou, dizendo: “Pablo, não quero mais jogar na Europa, quero vir para o Boca’”.

Club Estudiantes de La Plata

Diego García é reintegrado ao futebol

O Estudiantes atendeu ao pedido do advogado de Diego García e permitiu que o atleta voltasse a treinar junto ao restante da equipe. O jogador estava afastado do futebol à mais de um mês, porém, como o processo judicial ainda está em andamento, os direitos trabalhistas do meio-campista não permititam a adoção dessa medida. O clube se manifestou em suas redes sociais e justificou a ação como sendo baseada “(…) no princípio constitucional da inocência”.

Club Atlético Vélez Sarsfield

Sergio Rapisarda e Eduardo Capuchetti são detidos por festa clandestina

Sergio Rapisarda, atual presidente do Vélez, e Eduardo Capuchetti, chefe de segurança, foram detidos na noite de primeiro de abril por promoverem uma festa clandestina. O evento, composto por mais de uma centena de pessoas, descumpria diversas medidas de segurança estabelecidas para combater a disseminação da COVID-19.

Os convidados estavam aglomerados em uma área destinada a churrascos nas dependências do clube. A ação pode ser enquadrada no artigo 129 do Código Penal, que descreve condutas impróprias. O episódio ocorreu em um dos períodos de maior agravamento da pandemia que, até a tarde deste domingo (4 de abril), já vitimou mais de 2,8 milhões de pessoas no mundo.

Club Atlético Independiente

Independiente terá de pagar mais 130 mil dólares

A FIFA acrescentou mais uma punição ao Independiente e aumentou, ainda mais, a lista de dívidas do clube. Dessa vez, a entidade máxima do futebol condenou o rojo a pagar mais 130 mil dólares ao Linfan (CHI) pela venda de Emmanuel Gigliotti, em 2019. Na época, o jogador foi transferido ao Toluca (MÉX) e não teve seus valores repassados ao clube asiático.

 

Imagem em destaque: Divulgação/ Lucas Sebastián Torreira Di Pascua.

Avatar
Tiago Souza
Formado em jornalismo pela Universidade São Judas, atuei em diversas áreas de maneira colaborativa. Sou viciado em informação e, por isso, estudo todos os dias sobre futebol e videogames, tendo essas duas vertentes como pilares da minha personalidade. Apesar de levar esses temas muito a sério, tenho a plena noção de que, sem o amor e a descontração, nenhuma delas existiria de forma tão espetacular como são hoje.

Deixe uma resposta