Trevor Francis

Embora tenhamos nos dias atuais contratações que quase batem o bilhão, a realidade de 40 anos atrás era outra. Com o mercado ainda não inflacionado, não havia compras de jogadores por valores absurdos como os atuais. Dessa forma, a enorme valorização do futebol no mundo levou com que as equipes obtivessem mais renda, assim então, abrindo a oportunidade de investir em novos atletas. O jogador inglês, Trevor John Francis foi o abre-alas para essa nova realidade que se tornaria cada vez mais cara. A coluna Reino Unido pelo Futebol irá te mostrar a carreira do primeiro milionário.

O PRIMEIRO MILLHÃO

Trevor Francis foi é um ex-jogador inglês nascido na cidade de Plymouth. Embora longe, iniciou sua carreira no Birmingham, onde obteve incríveis números. São 119 gols em 280 jogos nos oito anos em que esteve presente no clube. De fato, foi uma das melhores fases de sua história no esporte, acarretando então no marco histórico. Seus bons jogos pelo time em que começou chamou e muito a atenção de vários times da Inglaterra. Porém, nessa mesma época os times dos Estados Unidos da América vinha com um grande projeto para favorecer a modalidade no país, assim então, contratando estrelas de todo o mundo para jogar em seus times.

Trevor Francis marcando em final de Copa dos Campeões (Champions League) em cima do Malmo

O enorme desempenho também nos EUA em um ano acarretou no leilão que já era planejado acontecer. Sua carreira então, decolava ao ser o jogador mais badalado de seu país. Então com grandes ofertas, o poderosíssimo Nottingham Forrest colocou a mão no bolso e exerceu a primeira compra milionária. Mesmo com um de seus dirigentes se recusando a pagar um valor tão alto, o acordo foi fechado em £999.999, que com os impostos chegava na casa dos £1,15 milhões.

SUA CARREIRA

Como já descrito acima, Trevor passou pelo Birmingham e Detroit Express até chegar ao grande Nottingham Forrest. O grande jogador milionário embora muito badalado, não havia conquistado títulos. Sua carreira muda da água para o vinho com essa grande mudança. Como todos no mundo pensam, após a Copa do Mundo, a UEFA Champions League é o maior campeonato. A era vitoriosa do clube inglês contava sim com o grande atacante que até em final fez gol. Com 28 gols em 70 jogos se mudou para o na época desconhecido, Manchester City. A passagem sem brilhantismo pelo clube de Manchester fez com que grandes clubes da Itália como Sampdoria e Atalanta respectivamente o contratassem.

O grande problema começou ao sair do Forrest. Sua carreira começou a cair gradativamente em números, assim então, tendo disponível novas oportunidades em grandes clubes como Rangers, Queens Park Rangers e Sheffield Wednesday. Mesmo até com passagens pela seleção inglesa, o jogador não embalava uma boa sequência mais. Então, após sua badalada história jogando, resolveu se tornar treinador.

A PIOR FASE DA CARREIRA

O grande jogador como muitos, se tornou treinador. Entretanto, não obteve tanto sucesso. Em 15 anos de carreira como técnico de futebol, também colocou um fim na história. Suas passagens foram muito discretas. Não rebaixou e nem ganhou títulos. Queens Park Rangers, Sheffield Wednesday, Birmingham (onde começou) e Crystal Palace foram as equipes treinadas. Sua grande sorte era o fato de de três desses, já ter passado enquanto jogador. Hoje, o dono do primeiro milhão no futebol apenas desfruta de sua aposentadoria e aproveita o belo futebol inglês.

Foto Destaque: Reprodução/DailyMail

Lucas Martinez

Artigos Relacionados