Tottenham (Foto: Reuters)

A pandemia do novo coronavírus balançou com todo mercado financeiro dos clubes ao redor do mundo. Assim, o Tottenham não ficou atrás, e foi um dos mais prejudicados na Inglaterra. Como resultado, na última quinta-feira (4), o clube comunicou que recorreu ao governo do país para tentar um empréstimo no valor de 175 milhões de libras (cerca de R$ 1,1 bilhão) para aliviar os cofres.

A Premier League foi interrompida em março, e assim, o clube perdeu dinheiro com a bilheteria de seu estádio. Além disso, outras fontes de renda que englobam um dia de jogo, como o comércio, venda de camisas também ajudava na arrecadação, inclusive centro de conferências, shows, outros esportes também auxiliavam nas receitas.

“A pandemia global criou desafios econômicos e sociais sem precedentes”, cujos “alcance e duração total são desconhecidos”, explicaram os ‘Spurs' em seu comunicado.

O Campeonato Inglês terá retorno no próximo dia 17, mas mesmo com a volta das partidas, obviamente não terá torcedores e muito menos as rendas em dias de jogos. Assim, o Tottenham decidiu recorrer ao CCFF (Covid Corporate Financing Facility), um mecanismo de empréstimo aberto a grandes empresas.

O clube ainda alegou que o dinheiro não será gasto para a contratações de jogadores, e sim para pagar dívidas. Vale Lembrar, que o Tottenham está com algumas pendências por conta da construção de seu novo estádio Tottenham Hotspurs Stadium.

Foto Destaque: Reprodução/Reuters

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados