Tottenham não deseja negociar Kane com clubes da Inglaterra (Foto: Reprodução/Getty Images)

Alvo dos rivais de Manchester, o atacante Harry Kane deve ter sua saída para clubes da Inglaterra barrada pelo Tottenham. Assim, de acordo com o jornal inglês “The Athletic”, os Spurs aceitam apenas negociar o atleta com equipes de outro país. Recentemente, o mesmo periódico revelou que o inglês deseja deixar o time caso não consiga disputar competições europeias na próxima temporada.

Desse modo, com o Tottenham descartando clubes ingleses, o principal interessado em Kane é o Real Madrid. Contudo, os Merengues ainda têm Haaland como prioridade. Assim, caso não consigam levar o norueguês, devem ir atrás do jogador dos Spurs.

Sabendo do poder de fogo de Kane e da valorização do atleta no mercado de transferências, o Tottenham estipula um preço que chega na casa de 140 milhões de euros. Atualmente, o vínculo do atacante com o clube vai até 2024. Sendo assim, os interessados devem negociar diretamente com os Spurs para ter o inglês.

Com 19 gols na atual edição da Premier League, o capitão do Tottenham é o atual líder na tabela de artilharia. Além disso, já contribuiu com 13 passes para os companheiros marcarem. Ao lado de Son, tem formado uma das duplas que mais participou de tentos em conjunto na história da liga. Recentemente, ultrapassaram Drogba e Lampard, que deixaram um legado no Chelsea.

Kane no Tottenham

Cria das categorias de base dos SpursHarry Kane subiu para o profissional em 2011. Entretanto, passou por uma sequência de empréstimo, tendo defendido as cores Leyton Orient, Millwall, Norwich e Leicester antes de se firmar no Tottenham em 2013. De lá para cá, o inglês já realizou 329 jogos pelo clube, marcou 217 gols e deu 46 assistências.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.