Ryan Mason é o novo treinador do Tottenham

Nesta terça-feira (20), o Tottenham definiu o seu novo treinador depois da saída de José Mourinho. Assim, trata-se de Ryan Mason, de 29 anos e que treinava a equipe sub-19 dos Spurs. Além disso, ele foi confirmado interino até o final da temporada 2020/21. Ademais, a sua estreia está prevista para o confronto diante do Manchester City, na final da Copa da Liga Inglesa. Por fim, ainda tem a polemica da criação da Superliga europeia, no qual o time é um dos confirmados para disputar o torneio.

Assim, José Mourinho deixou a equipe após 86 jogos. Desta forma, nesse período foram 44 vitórias, 19 empates e 23 derrotas. Sendo assim, o clube se movimenta e segundo a imprensa inglesa já tem alguns nomes favoritos. Desse modo, são o alemão Hansi Flick, técnico do Bayern e o italiano Massimiliano Allegri que atualmente está sem time.

ABRE ASPAS

“Acreditamos muitos neste plantel de jogadores talentosos. Temos uma final da taça e seis jogos da Premier League à nossa frente e agora temos de focar as nossas energias no final de época forte”, disse Daniel Levy, presidente

https://twitter.com/futtmais/status/1384471273066094594?s=20

COMO FICA TOTTENHAM COM O NOVO TREINADOR

Ryan Mason é ex-jogador da seleção e se aposentou depois de seguidas lesões, em 2017. Assim, seu último clube foi o Hull City. Ele terá como auxiliares Chris Powell e Nigel Gibbs enquanto o ex-goleiro holandês Michel Vorm ficará com o treino dos goleiros. Desse modo, o ex-zagueiro e ídolo dos Spurs, Ledley King, continua como assistente, função que exercia também com Mourinho, demitido devido à sequência de resultados ruins e problemas de convívio com o elenco.

Antes de mais nada, faltando seis rodadas para o fim do Campeonato Inglês, o Tottenham aparece na sétima colocação, com 50 pontos, cinco a menos que o West Ham, primeiro da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

Foto Destaque: Reprodução/ Tottenham 

Nicollas Almeida
Escolhi o jornalismo porque queria contar histórias, participará dela também. Já estagiei na assessoria de imprensa de um órgão do governo do Rio de Janeiro. Fiz trabalhos voluntários no meio religioso e político, participei de um programa de debate na rádio na faculdade.