Top 5 – Maiores reviravoltas no mata-mata da UEFA Champions League

- Confira as maiores classificações heroicas da história da Orelhuda
Top 5 Champions League

A Liga dos Campeões da Europa sempre foi marcada por jogos históricos, reviravoltas e noites mágicas e inesquecíveis. A competição interclubes mais famosa do mundo tem as principais estrelas e os principais clubes do futebol mundial. Sendo assim, partidas que não saem da memória do torcedor e grandes duelos são muito comuns nesse torneio. Com isso, o Futebol na Veia preparou um Top 5 com as maiores reviravoltas em mata-mata da UEFA Champions League. Lembrando que não tem finais nessa lista, apenas duelos nas fases anteriores.

TOP 5 – MAIORES REVIRAVOLTAS EM MATA-MATA DA CHAMPIONS LEAGUE

5 – Chelsea x Napoli (Oitavas de Final 2011-12)

Num grande duelo de oitavas de final, as duas equipes buscavam seu primeiro título europeu. Sendo assim, os clubes fizeram dois grandes duelos. Primeiramente, no jogo de ida em Nápoles, a legião de atacantes sul-americanos do Napoli brilhou. Entretanto, Mata abriu o placar para os Blues, mas na sequência, Cavani e Lavezzi começaram uma noite mágica no estádio San Paolo. O argentino empatou a partida e antes do intervalo, o camisa 21 uruguaio virou o confronto. Enfim, o hermano decretou números finais em 3 x 1.

No jogo da volta, Andre Villas-Boas havia deixado o comando dos Blues, que foi assumido por Roberto Di Matteo para mudar a chave da equipe. Começando pela partida de volta do confronto, onde os ingleses abriram o placar com Drogba e aumentaram a vantagem já no segundo tempo com Terry. Entretanto, Inler marcou para os Azzurri e dificultou ainda mais a vida do time da casa. Porém, Lampard levou o duelo para a prorrogação, onde apareceu Ivanovic. O sérvio marcou no tempo extra e garantiu a vitória por 4 x 1 do Chelsea e a classificação. Enfim, o time de Stamford Bridge começava ali uma arrancada rumo ao título inédito da UEFA Champions League e abre nosso Top 5.

4 – Ajax x Tottenham (Semifinais 2018-19)

O Ajax chegava nas semifinais como favorito ao confronto, que por sinal, eram de duas equipes que haviam eliminados favoritos nas quartas. Primeiramente, os holandeses despacharam a Juventus de Cristiano Ronaldo em Turim. Além disso, os Spurs eliminaram o Manchester City de Guardiola no Etihad Stadium. A primeira partida da surpreendente semifinal aconteceu em Londres, no estádio do Tottenham. Entretanto, Van de Beek marcou o gol que deu a vitória por 0 x 1 e a vantagem do time dos Países Baixos no confronto.

Com a segunda partida acontecendo na Johan Cruyff Arena, os donos da casa queriam liquidar logo a fatura. Dessa forma, ainda no primeiro tempo, com gols de De Ligt e Ziyech, o Ajax abriu 2 x 0 e só uma virada classificaria o clube inglês. Assim, Mauricio Pochettino lançou o brasileiro Lucas na partida, que fez história.

Na metade do segundo tempo, o camisa 27 diminuiu, mas a caminhada era longa. Logo na sequência, o ex-São Paulo empatou a partida e os Spurs ficavam apenas há um tento da classificação. Ele tardou, mas saiu. Aos 50′ da etapa final, Lucas Moura virou a partida, e de forma heroica, o Tottenham venceu por 2 x 3, e chegou a sua primeira final de UEFA Champions League na história.

3 – La Coruña x Milan ( Quartas de Final 2003-04)

Atual campeão da UEFA Champions League, o Milan era um dos francos favoritos para a conquista do bicampeonato da competição. Além disso, enfrentava uma equipe boa, mas um patamar abaixo dos Rossoneros. Na primeira partida das quartas de final, disputada no San Siro, o La Coruña até saiu na frente, com Pandiani de cabeça. Mas depois, começava o show de Kaká. No final da primeira etapa, o brasileiro empatou e no segundo tempo, com gols do brasileiro novamente, Shevchenko e Pirlo, o Diavolo ia para a Galícia com uma vantagem de 4 x 1.

Porém, no Riazor, a torcida espanhola ferveu. A saber, Pandiani abriu o placar após contra-ataque, e dava início a uma noite histórica na Galícia. Ainda, antes do intervalo, a vantagem do Milan caiu por terra. Com gols de Valerón e Luque, os espanhóis foram para a etapa final em vantagem, apenas cadenciando o jogo e administrando o resultado. Enfim, no momento de pressão dos Rossoneros, Fran aproveitou contra-ataque e deu números finais ao jogo. Vitória do La Coruña por 4 x 0, classificação heroica as semifinais da UEFA Champions League e posição 3 no top 5.

2 – Liverpool x Barcelona (Semifinais 2018-19)

As duas equipes chegavam como favoritas ao título da última edição da Orelhuda, devido a outra chave da competição, formada por Ajax x Tottenham. Primeiramente, quem deu as caras foram os catalães. Dessa forma, com gol de Suárez e uma performance de gala de Messi, com direito a uma linda cobrança de falta e mais um tento, o Barcelona venceu o jogo de ida no Camp Nou por 3 x 0. Entretanto, os Reds incomodaram bastante e poderiam até sair com menos prejuízos, se não fosse a excelente atuação do goleiro Ter Stegen. Além disso, já nos acréscimos, Dembelé perdeu um gol incrível, que viria a fazer grande falta.

Além disso, para complicar os comandados de Jurgen Klopp, lesionados, Salah e Firmino, dois dos craques da equipe, não jogariam a segunda partida. Entretanto, logo no começo do jogo, Origi, que substituía o brasileiro, começava uma noite mágica em Anfield, abrindo o placar. Depois, no segundo tempo, Wijnaldum veio do banco de reservas para empatar o confronto em 3 x 0, com dois gols antes dos 10 minutos da etapa final.

Enfim, uma jogada que entrou pra história. Alexsander-Arnold cobrou escanteio de surpresa na zaga catalã, que perdida, viu o atacante belga marcar o segundo dele no duelo, decretando a vitória por 4 x 0, e a vaga na final da UEFA Champions League, que terminaria com sexto título do Liverpool da competição.

1 – Barcelona x PSG (Oitavas de Final 2016-17)

O Paris Saint-Germain seguia em sua saga para conquistar a primeira Champions League de sua história, enquanto os Culés tentavam seu sexto título. Com isso, em Paris, os donos da casa deram um show. Di María foi decisivo e deixou o seu duas vezes. Além disso, Draxler e Cavani deixaram os seus, e com um sonoro 4 x 0, o PSG praticamente encerrava a participação dos Catalães na competição daquele ano da Orelhuda. Entretanto, o melhor ficaria para a partida decisiva, na Catalunha.

Logo no começo, Suárez abriu o placar para os Culés. Em seguida, Iniesta cruzou de calcanhar e e Kurzawa jogou contra a própria meta para aumentar as esperanças dos donos casa. Na segunda etapa, Messi fez o terceiro de pênalti, ficando apenas a um tento do empate. Entretanto, Cavani marcou, e obrigava os catalães a fazerem mais três gols.

Porém, já no final da partida, Neymar balançou a rede duas vezes, uma vez de falta, e em uma penalidade máxima. E já no apagar das luzes, e nesse top 5 da Champions League, o brasileiro cruzou na área, e Sergi Roberto fez o sexto, levando o Camp Nou a loucura. Em êxtase, o torcedor do Barcelona comemorou essa virada incrível. 6 x 1, vaga nas quartas de final e maior reviravolta da história da Orelhuda, em mata-mata.

Foto destaque: Reprodução/Getty Images

BetWarrior


Poliesportiva


Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 20 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo