Times históricos do Calcio: Parma”lat” anos 90

- Calma! Não é o Palmeiras, e sim, o lendário clube Ducali
Times históricos do Calcio Parma

Seja bem vindo a nova série da coluna Calciostoria, que sempre trás para você histórias incríveis do futebol italiano. Dessa vez, durante esse mês de março, traremos quatro edições sobre equipes que marcaram época. Sendo assim, os novos textos, intitulados Times Históricos do Calcio começa sua trajetória durante os anos 90 com o Parma. Com isso, estrearemos essa série com o Esquadrão Imortal, assim apelidado durante esse período. O clube teve investimento financeiro da Parmalat, e conseguiu conquistar os maiores títulos de sua história nesse ínterim.

TIMES HISTÓRICOS DO CALCIO – PARMA ANOS 90

O início e o investimento da Parmalat

Tudo começou no final dos anos 80, infelizmente com um fracasso. O time Ducali não havia conseguido subir para a Serie A 1989-90, sobre o comando de Arrigo Sacchi e só realizou esse feito na temporada seguinte. Sendo assim, o clube queria mostrar que não iria brincar com os gigantes italianos e queria dar trabalho. Então, a empresa Parmalat, grande na questão de latrocínios no país e que também investiu em outras equipes dos anos 90, como o Palmeiras no Brasil, comprou parte dos direitos do Parma. Enfim, os Parmensi começaram a trazer grandes nomes ao seu esquadrão.

Na sua primeira temporada na Serie A, a equipe amarela conseguiu alcançar a 6ª posição e a classificação a Copa da UEFA, atual Liga Europa. Entretanto, em 1991-92, o clube foi eliminado na fase de grupos da competição europeia, mas na Itália não fez papel de bobo e conseguiu grandes feitos, que surpreenderam. Além da da 7º colocação na liga, o estrelato do time veio mesmo no mata-mata.

Primeiro título – Coppa Italia 1991-92

Sob o comando de Nevio Scala, os Parmensis fizeram campanha histórica na Coppa Itália 1991-92. Primeiramente, eliminaram Palermo, Fiorentina, Genoa e Sampdoria até chegar a final. Além disso, nos jogos decisivos, enfrentaram nada menos que a poderosa Juventus, que tinha em seu elenco nomes como Roberto Baggio, Antonio Conte, entre outros. Ainda, a Velha Senhora saiu na frente ao vencer a primeira partida por 1 x 0. Porém, com gols de Melli e Olso no Ennio Tardini, o Parma derrotou os Bianconeris por 2 x 0 e conquistaram a taça inicial da Era Parmalat.

Equipe do Parma 1991-92 Foto: Divulgação

1992-95: A onda de títulos europeus e novas contratações

Com o poderio financeiro da Parmalat, o clube da cidade seguiu investindo em contratações para melhorar ainda mais seu elenco e desempenho nas competições, e foi o que aconteceu. Primeiramente, os Ducali trouxeram mais dois nomes de peso: o atacante Asprilla e o italiano Zola, que foi ídolo posteriormente no Chelsea. Com isso, vieram grandes resultados. O time italiano terminou em 3º lugar na Serie A, atrás apenas de Milan e Internazionale e conquistaram a Recopa da UEFA, vencendo o Royal Antwerp por 3 x 1 na final e vencendo um troféu que poucos na Itália tinham.

Na temporada seguinte, em 1993-94, o Parma novamente voltou a dar trabalho em competições europeias. Primeiramente, ficou entre os cinco primeiros da Serie A. Além disso, conseguiu conquistar o título da Supercopa da UEFA, encima do Milan, que herdou a vaga do Olympique de Marselha para a disputa do torneio. Ainda, tentou defender seu título da Recopa. Entretanto, foi derrotado pelo Arsenal na final de deu adeus ao sonho do bicampeonato, mas que não abalou o projeto.

Na temporada 1994-95, o Parma viveu o auge de sua história e conquistas. Primeiramente, mais uma vez o clube alcançou a 3º posição da Serie A, ficando apenas atrás de Lazio e Juventus. Falando na Velha Senhora, foi justamente contra ela que o clube Parmensi conquistou a Copa da UEFA daquele ano. Com grande atuação nas finais de um ex-Bianconeri, Dino Baggio, os Ducalis venceram a primeira partida por 1 x 0 e conquistaram o maior título de expressão da sua história com empate por 1 x 1 no jogo da volta.

Conquista do Parma da Copa da UEFA 1994-95  Foto:Divulgação

1995-99: a entressafra e o último período de conquistas

Após a conquista da Copa da UEFA, o clube Parmensi ficou quatro temporadas sem levantar uma taça. Dessa forma, o melhor resultado foi apenas um vice-campeonato italiano em 1997, quando perderam o Scudetto para a Juventus. Entretanto, um trabalho de reformulação era feito na equipe, e com isso, surgiu grandes nomes do futebol que hoje, todo mundo conhece. A começar por Gianluigi Buffon na meta. Além disso, atletas como Fabio Cannavaro, Thuram, Chiesa, Verón e Crespo, faziam parte daquela equipe.

Não demorou muito para o Parma voltar a levantar uma taça. Agora, comandados por Alberto Malesani, o clube conquistou primeiramente o 4º lugar na Serie A da temporada 1998-99. No entanto, aquele ano foi marcado pelo segundo título da Coppa Italia nos anos 90. Eliminando Genoa, Bari, Udinese e a poderosa Internazionale, os Parmensis chegaram na final contra a Fiorentina, e foram felizes. Com dois empates em 1 x 1 e 2 x 2 respectivamente, mas com vantagem no gol fora de casa, os Ducali voltaram a comemorar um caneco.

Naquela mesma temporada, a equipe conquistaria mais um bicampeonato. Dessa vez, em âmbito continental. Com grande campanha, o clube do norte da Itália conseguiu chegar a mais um título da Copa da UEFA, o segundo em quatro anos. Sendo assim, o Parma derrotou o Olympique de Marselha por 3 x 0 na final, com gols de Crespo, Vanoli e Chiesa, colocando um fim na era mais vitoriosa da história da agremiação.

1999-2000: desmanche do elenco e escândalo Parmalat

O começo foi até promissor com o título da Supercopa da Itália diante do Milan. Entretanto, com perdas de jogadores como Verón, Buffon, Crespo e Cannavaro, o Parma perdeu muita força no seu time e não conseguiu mais brigar forte nas competições. Além disso, um grande escândalo da empresa que colocava dinheiro no clube, a Parmalat, foi revelado. Com isso, o clube decretou falência, e teve que voltar da última divisão. Da mesma forma aconteceu nesta década, porém hoje, os Ducalis já disputam a Serie A novamente. Com isso, chegamos ao fim desse texto da série Times históricos do Calcio com o Parma.

Foto destaque: Divulgação/Twitter

BetWarrior


Poliesportiva


Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 20 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo