Times concedem férias para jogadores por causa de coronavírus

- Os times tiveram liberdade para acordos e alguns optaram também por redução salarial
Times optam por conceder férias coletiva aos jogadores

Times de futebol se encontram em meio a um cenário de incertezas devido a pandemia do novo coronavírus. Logo no início da pandemia, a saída escolhida foi jogos de portões fechados para evitar aglomerações e consequentemente o contágio da doença ainda sem vacina. Mas a medida não foi o suficiente. Depois de muitos casos de atletas e membros das equipes infectados a alternativa foi cancelar jogos. Campeonatos adiados, partidas canceladas revelam que é preciso ter cautela para atravessar esse momento de incertezas com o menos dano possível.

Clubes grandes, pequenos, nacionais e internacionais esperam ansiosamente a volta da normalidade no futebol. Pelo medo de mais atletas e membros das equipes serem infectados, os clubes se viram como podem e buscam alternativas para se manter longe do vírus e das dívidas. A discussão teve início após a pandemia forçar a suspensão do calendário de competições, pois clubes alegam que terão grandes prejuízos.

Reunião de times

Em reunião entre 30 clubes do futebol brasileiro, foi decidido optar por férias coletivas por 20 dias, a partir do dia 1 de abril. A decisão foi um acordo nacional estabelecido entre a Comissão Nacional de Clubes, CNC, e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, a Fenapaf. A medida será discutida novamente em outra reunião em cerca de 15 dias. Mas, o acordo não é coletivo,cada clube está liberado para negociar diretamente com seus atletas, pois as realidades são diferentes.

Inicialmente, a ideia era fechar um acordo com os jogadores, mas o único consenso da reunião foi das férias definidas, para que as competições mantivessem a fórmula. Pois o receio é de que a alteração no regulamento quebre contratos televisivos e com patrocinadores. De acordo com o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, as equipes pediram a manutenção das fórmulas da Série A e B. “Trabalhamos com expectativa otimista de não haver nenhuma alteração nos campeonatos. Vamos tentar encontrar datas pelas liberações de Copa América, Eliminatórias …. Ainda é uma visão conservadora, sem ajustes, sem alterar essência de nada.

Redução salarial de times

Durante as férias coletivas concedida, várias equipes vão utilizar o período para negociar com os elencos reduções salariais por causa da paralisação do futebol em função da pandemia do novo coronavírus. Dos times da Série A do Campeonato Brasileiro, Atlético-MG, Ceará, Fortaleza e Grêmio, entraram em acordo com os jogadores para algum tipo de desconto nos salários. Em contrapartida, Coritiba, Flamengo e Red Bull Bragantino definiram que não haverá nenhuma diminuição nos vencimentos.

Vários times estão com as definições encaminhadas, como é o caso do Palmeiras, que quer manter os salários, mas antes fará um estudo de viabilidade econômica. Já Botafogo e Santos não pretendem fazer reduções. Bahia, Inter, São Paulo e Sport vão manter conversas com os atletas para tentar diminuir as despesas da folha salarial.

No caso do Fortaleza, primeiro time a ter fechado o planejamento para o período de pandemia, a diretoria estabeleceu que 25% referente ao mês de março será pago após a crise passar. Os atletas abriram mão definitivamente de 10% dos vencimentos do mês de abril e outros 15% só serão recebidos depois da paralisação terminar. Dirigentes executivos remunerados também vão enfrentar reajuste, ao receber 15% menos dos salários de abril.

Foto destaque: Freepik

BetWarrior


Poliesportiva


Nicoli Suman
Nicoli Suman
Nasci no interior de São Paulo, mas atualmente moro em Londrina - PR. Estou cursando o 3° ano de jornalismo na UEL (Universidade Estadual de Londrina). Dentro do curso tenho muita afinidade com radiojornalismo e telejornalismo. Faço estágio na Rádio UEL e na TV UEL concomitante. Na faculdade, confesso que não tenho nada de experiência em relação ao jornalismo esportivo, mas me identifico muito com a área e estou tentando me inteirar mais sobre o meio que pretendo seguir futuramente. Tenho mais facilidade com esportes mais alternativos como skate (pois prático há uns anos), surf, vôlei de praia, escalada etc. Gosto de futebol, mas não tenho muita experiência na área. Mesmo assim, estou aberta a conhecer e acompanhar mais o esporte para produzir material.

    Artigos Relacionados

    Topo