Tim Howard encerra a cerreira como jogador

Neste domingo (6), o futebol se despediu de um grande goleiro. Tim Howard encerra a carreira após 22 anos de história nas traves. O jogador do Colorado Rapids já havia anunciado que se aposentadoria ao fim da temporada da MLS. Assim, com a derrota do seu time por 3 x 1, fora de casa, contra o Los Angeles FC, a equipe ficou em nono lugar, fora da zona de playoffs. Por isso, o jogo marcou o adeus oficial do camisa 1 no futebol.

“Eu tive 22 temporadas que começaram e terminaram. Acho que a parte difícil será quando a próxima não começar” declarou o americano aos 40 anos. “Foi isso que eu sempre quis fazer: ter longevidade neste jogo e ser o melhor. Eu provavelmente olho para minhas melhores memórias do futebol e levo fase a fase. Cada time pelo qual joguei, há provavelmente um momento que se destaca para mim. […] Tive grandes e especiais momentos ao longo do caminho, difícil escolher apenas um”, finaliza.

O legado de um dos maiores ídolos do futebol em solo americano

Mas, apesar do fato que Tim Howard encerra a carreira com derrota em sua última partida, esse domingo foi um dia de celebração e orgulho para os americanos. Afinal, a história deste americano deixará um legado importante para o futebol do país. Isso porque o goleiro foi um importante embaixador do futebol dos Estados Unidos.

E isso não se deve ao fato, apenas, de seus bons números, suas belas e importantes defesas, ou sua figura de líder e incentivador dentro e fora dos gramados. Mas também por sua carreira de sucesso na Inglaterra que o destacou por mais de uma década e lhe cedeu o status de ser um dos jogadores americanos que mais teve impacto na Premier League.

O camisa 1 chegou na terra da rainha para defender o Manchester United, em 2003, pois o clube na época procurava um novo goleiro para a era pós-Schmeichel. Nesse período, conquistou seus títulos mais importantes por clubes, a Copa da Inglaterra de 2003/04 e a Copa da Liga de 2005/06.

Porém foi pelo Everton, entre 2006 e 2016, que Howard mais jogou e se destacou na Premier League. E foram ao total 413 partidas em dez anos de casa. Assim, o jogador inclusive eleito para o prêmio de jogador do ano em 2008 e 2014. Ainda, o camisa 1 fez 25 partidas de Liga Europa e Copa da Uefa.

Mas não foi só no Campeonato Inglês que Howard fez história. Ao longo da carreira, ele tornou-se também um dos jogadores mais importantes da seleção de futebol dos Estados Unidos. Sendo assim, ao todo Tim somou 121 jogos e ocupa a oitava posição na lista de jogadores com mais partidas pela seleção. Além de ter marcado presença na fase final de três Copas do Mundo: Alemanha 2006, África do Sul 2010 e Brasil 2014.

Carla Taíssa
Estudante de jornalismo, escritora e fotógrafa freelancer. Futebol, esportes de velocidade, futebol americano e basquete são suas paixões quando não está escrevendo ou viajando. Conheça suas fotos no Instagram @25springs.

Artigos Relacionados