Tiago Real valoriza pré-temporada no Hajer Club, da Arábia Saudita

Recém-chegado ao Hajer Club, Tiago Real vive dias de muito trabalho na nova equipe fora do Brasil. Assim sendo, contratado pelo time árabe após defender a Chapecoense, o meia realiza pré-temporada no Egito, período valorizado pelo jogador. Ao passo que o atleta brasileiro falou um pouco sobre o dia a dia com outros profissionais e exaltou essa experiência.

Estamos em pré-temporada no Egito, e isso ajuda muito. Você tem um convívio diário com os outros jogadores, vai criando afinidade mais rápido. Temos treinos intensos, em dois períodos, o que facilita para você identificar as características de cada jogador. Tem sido um período muito bom”, contou o brasileiro.

Tiago Real destaca segunda experiência asiática

Dessa forma, aos 33 anos, Tiago Real vive a sua segunda experiência no futebol asiático. Ao passo que entre 2019 e 2021, o meio-campista atuou pelo Al-Muharraq, do Bahrein, onde se sagrou bicampeão da Copa da Federação e faturou um título da Copa do Rei do país.

“A minha experiência de dois anos no Bahrein tem contribuído muito, principalmente na questão cultural, da rotina com a cultura árabe. Isso facilita bastante a minha adaptação. Estou muito feliz e espero fazer um bom trabalho aqui também”, disse o jogador, que no Brasil ainda passou por clubes como Coritiba, Palmeiras, Bahia e Vitória.

Contudo, o elenco do Hajer Club seguirá no Egito até o dia 14 de agosto, quando retorna para a Arábia Saudita. A saber, que a estreia na segunda divisão local está marcada para o dia 22 do mesmo mês. Segundo Tiago Real, o foco do time está em fazer uma boa preparação para conseguir realizar uma campanha positiva na liga nacional e, no entanto, ressaltou as boas condições da equipe.

Vamos aproveitar esse período de treinamentos para nos prepararmos da melhor forma. O nosso intuito é arrancar bem no campeonato e acredito que temos totais condições de fazer isso”, concluiu.

Foto destaque: Divulgação/Hajer Club

Tity Marx
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Deixe um comentário