Thiago Silva

Com a pandemia do Coronavírus, o mundo está praticamente parado, e o futebol não está de fora disso. No entanto, o mercado da bola continua agitado com movimentações e rumores de transferências. E uma delas é a do zagueiro brasileiro Thiago Silva, que, atualmente com 35 anos, defende o PSG (Paris Saint Germain). O contrato com o clube francês vai até junho deste ano e o atleta já sinalizou que não deseja a renovação. Além disso, o zagueiro tem seus possíveis futuros clubes em mente: Fluminense ou Milan.

Após oito temporadas no futebol francês, com 310 jogos, 17 gols marcados e 20 títulos conquistados, o jogador quer novos desafios. Entretanto, expressou o desejo de defender algum dos clubes no qual já atuou. Todavia, considerado um dos melhores defensores do mundo, pode surgir propostas do futebol europeu para permanecer no continente. Além disso, o momento financeiro do Flu não é favorável para assumir o risco, a menos que o jogador diminuísse seu salário, mas ainda teria que conseguir parceiros para repatriá-lo.

FLUMINENSE E MILAN

Ídolo da torcida do Fluminense, chegou em 2006 ao clube, depois de passar por uma grave tuberculose quando jogava na Rússia que quase o fez para de jogar futebol. Na equipe carioca se tornou um dos melhores zagueiros do Brasil e foi apelidado de pelos torcedores. Dessa maneira, ficou entre 2006 e 2008, recuperou o bom futebol e foi campeão da Copa do Brasil e vice da Libertadores.

Com isso, despertou interesse de um gigante europeu: o Milan. Desse modo, demorou seu espaço na equipe Rossonera, porque havia atingido o limite de jogadores sem passaporte da União Europeia. Thiago Silva participou do último esquadrão forte do clube que contava com Beckham, Seedorf, Pirlo e Ibrahimovic. Contudo, aumentou o rumor de uma possível volta ao Flu. Além desse desejo, o zagueiro sonha em jogar a Copa do Mundo de 2022 no Qatar, quando terá 38 anos.

Foto Destaque: Reprodução/ Twitter Thiago Silva

Avatar
Nicollas Almeida
Escolhi o jornalismo porque queria contar histórias, participará dela também. Já estagiei na assessoria de imprensa de um órgão do governo do Rio de Janeiro. Fiz trabalhos voluntários no meio religioso e político, participei de um programa de debate na rádio na faculdade.

Artigos Relacionados