Thawann Kayke, que jogou futebol semi-profissional na Malásia e tem licença para ser treinador e preparador físico, inaugurará o centro em 2021.

Com a abertura da empresa já em 2020, o educador físico de 25 anos fará com que crianças aprendam futebol, natação e dança. Isso com uma estrutura de ponta, na cidade de Kuala Lumpur. Assim, mesmo que o esporte já seja bem introduzido no país, o foco de Thawann é formar atletas. Afinal, o que não é muito diversificado por lá, já que a maioria dos que são conhecidos, jogam badminton apenas.

Em suma, tem bacharel e com licenciatura em educação física pela Universidade de Mogi das Cruzes. Logo depois, o preparador físico começou sua carreira já em 2017 como treinador de futebol infantil na escola EPS Brasil Sports Academy, na Malásia. Dessa maneira, conquistando diversos campeonatos e assumindo a posição de técnico com mais relevância na empresa, o brasileiro partiu para o Vietnã em 2019, onde pode se concentrar no projeto que tinha em mente.

                      Foto: BIFA Vietnam

FALA, THAWANN KAYKE

“Quando eu comecei meu projeto, ele tinha três páginas, era uma coisa bem simples, mas depois que fui desenvolvendo, ele chegou a 20. Depois disso, eu percebi que eu não podia mais ficar dependendo dos outros, era a hora de aplicar todo o conhecimento que eu tinha aprendido nesse ramo. Em contato com o dono do clube no qual joguei, o Okami FC, da quinta divisão da Malásia, pude mostrar a ele meu projeto. Foi quando ele se interessou pela minha ideia e formamos uma parceria”. Disse Thawann, antes de completar.

“O projeto tem muitas vertentes, uma delas é a questão social, onde vamos introduzir o esporte gratuito para as crianças de baixa renda. Em 2019 eu conheci um treinador brasileiro na Malásia, em pouco tempo ele me convidou para ser preparador físico, no projeto dele de treinar algumas equipes. Ai ele começou a me dar um curso, e no meio surgiu a oportunidade de eu tirar minha licença de treinador profissional também”. Disse o educador físico.

Assim, com alguns patrocinadores fechados, o jovem professor tem a ideia de formar atletas de nível olímpico, com um método de ensino esportivo brasileiro no país do sudeste asiático.

Arena que inaugurará em 2021

Foto Destaque: Divulgação/BIFA Vietnam

Avatar
Redação FNV

Artigos Relacionados