Tibagi

Nesta quarta-feira (12), o Operário-PR anunciou a renovação do volante Tibagi com o clube até o final do Brasileirão Série B 2022. Contudo, com o vínculo renovado, o jovem atleta será emprestado ao União-PR, para os confrontos do Campeonato Paranaense deste ano.

CONTRATO RENOVADO: TIBAGI FICA, MAS É EMPRESTADO PARA O UNIÃO

Vale lembrar que Tibagi chegou ao Fantasma, em 2018. A princípio, era um vínculo para integrar a equipe Sub-19 do clube. Ou seja, pela categoria disputou o Campeonato Paranaense. Ainda mais, em 2020, participou da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Além disso, teve a oportunidade de competir no elenco principal do Operário. Aliás, na temporada passada, somou três confrontos e um gol para a equipe.

Para a posição do volante, o Fantasma terá algumas opções disponíveis. Como por exemplo: Leandro Vilela, Gustavo Lopes e André Lima.

TEMPORADA OPERÁRIO 2022

Em síntese, a equipe do Ricardo Catalá segue se reformulando e melhorando para esse ano. Afinal, o clube terá pela frente a Copa do Brasil e a Série B do Brasileirão. Ou seja, o técnico conta com os novos atletas e com aqueles que já estavam no time. Aliás, o treinador está com 28 jogadores. Porém, a meta é somar 30, para a temporada 2022. Ainda mais, o elenco já contabiliza, até o momento, oito novos vínculos.

Dessa forma, Catalá já iniciou a preparação para os campeonatos durante o ano. Afinal, a pré-temporada do Fantasma está a todo vapor no CT do clube.

Por fim, a equipe da vila se organiza para a sua estreia no Campeonato Paranaense 2022. Em suma, o confronto acontecerá no dia 23 de janeiro, às 19h (horário de Brasília). A saber, contra o União. Ainda mais, como já dito, durante o ano o Fantasma terá Copa do Brasil e a Série B do Brasileirão.

Foto Destaque: Reprodução/ André Jonsson/OFEC

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele na comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística: a investigação. Afinal, independente da sua editoria e formato, o jornalismo pode mudar vidas. Enfim, VIVA O JORNALISMO!

Deixe um comentário