Tem gosto de Ouro?

Com os jogos olímpicos batendo à porta, vale a pena relembrar como a seleção brasileira de futebol ingressou nessa categoria.

O segundo esporte coletivo a fazer parte dos Jogos Olímpicos, o futebol, teve inicio em 1908 nos jogos de Londres, mas o Brasil entrou na brincadeira apenas em 1952, durante os jogos de Helsinque. Ficou sem competir nas olimpíadas de Melbourne (1956), voltando nos jogos de Roma (1960).

A história da seleção foi se formando, passando pelas piores campanhas, em 1968 na Cidade do México e 1972 em Munique, com os respectivos 10º e 13º lugares na tabela dos jogos.

Foi apenas em Montreal, no Canadá, que o país fez uma boa campanha dentro do futebol olímpico, onde em 1976 o país levou a quarta colocação para casa, perdendo a disputa nas semifinais para a Polônia de Lato. Na briga pelo bronze o país perdeu para a União Soviética.

Com todos os altos e baixos na trajetória, foi em 1984, nos jogos de Los Angeles que o Brasil finalmente conquistou sua primeira medalha, uma prata sob o comando de Mauro Galvão e Dunga.

Outro fracasso da seleção foi em 2000, nos jogos de Sydney, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, perdendo para Camarões na prorrogação e com dois jogadores a mais.

Mas o pior de todos foi em 2004, a seleção cotada como a favorita, com um time formado por Robinho, Diego, Elano e Maicon não conseguiu nem se classificar.

Quem sabe sob o comando de Mário Rogério Reis Micale, a seleção conquiste o tão sonhado ouro olímpico em casa.

Já a seleção feminina entrou na agenda dos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta, aproximadamente 100 anos após a estreia masculina. A seleção Norte Americana levou para casa quatro ouros e disputaram todas as finais em todos os cinco eventos desde então.

As norte-americanas levaram as medalhas, mas a maior pontuadora é a brasileira Cristiane, marcando 12 gols durante os jogos (5 em Atenas, 5 em Pequim e 2 em Londres).

Curiosidades:

1908 – Ano em que as medalhas foram feitas de ouro, prata e bronze genuínos (antes disso os prêmios eram simbólicos);

1908 – França entrou na disputa com duas seleções;

1920 – Na disputa entre Bélgica e Tchecoslováquia, a equipe tcheca foi desclassificada no meio da partida final;

1976 – Alemanha e a extinta URSS ficaram com a medalha de bronze após empate;

1984 – Comitê Olímpico permite a inscrição de atletas profissionais desde que não tenham participado da Copa do Mundo;

1992 – As seleções podem contar com três jogadores com mais de 23 anos;

1996 – Atlanta foi escolhida para sediar os 100 anos dos Jogos Olímpicos modernos, mas um ato terrorista matou uma pessoa e feriu centenas no Parque Olímpico;

2000 – O decisão foi nas penalidades;

2016 – A América do Sul e o Brasil vão sediar pela primeira vez os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, na cidade do Rio de Janeiro.

Carolina Keyko

Sobre Carolina Keyko

Carolina Keyko já escreveu 53 posts nesse site..

Sou Carolina Keyko Rodrigues, 21 anos, estudante de jornalismo, apaixonada por esportes, música, teatro, gastronomia e fotografia. Já trabalhei como estagiária para a Arquidiocese de São Paulo como gestora de mídias sociais, Estagiária para os Doutores da Web com SEO. Gosto de áreas que me desafiem a escrever, como o futebol, que esta em constantes mudanças, costumo assistir os jogos do Santos com a fanática da minha irmã e acompanho meu pai nos jogos da Portuguesa, pois é, faz parte.

BetWarrior


Poliesportiva


Carolina Keyko
Carolina Keyko
Sou Carolina Keyko Rodrigues, 21 anos, estudante de jornalismo, apaixonada por esportes, música, teatro, gastronomia e fotografia. Já trabalhei como estagiária para a Arquidiocese de São Paulo como gestora de mídias sociais, Estagiária para os Doutores da Web com SEO. Gosto de áreas que me desafiem a escrever, como o futebol, que esta em constantes mudanças, costumo assistir os jogos do Santos com a fanática da minha irmã e acompanho meu pai nos jogos da Portuguesa, pois é, faz parte.

    Artigos Relacionados

    Topo