Em uma edição especial, a coluna Futflix recomenda uma sessão cinematográfica no Museu do Futebol. Isso porque, neste sábado (12), a Cinema na Rede apresenta um filme documental sobre um dos mais importantes treinadores e jogadores da história do futebol brasileiro. Assim, em parceria com o CINEfoot, o filme Telê Santana – Meio Século de Futebol Arte será exibido no Facebook e no YouTube do Museu do Futebol, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Leia mais:

No entanto, um pouco antes, às 20h30 (horário de Brasília), três convidados especiais participam de um bate-papo sobre Telê. Logo, são eles: Ana Carla Portella, jornalista e uma das diretoras do documentário; Alexandre Giesbrecht, autor do livro São Paulo Campeão da Libertadores 1992, e Andreas Kisser, músico da banda Sepultura e torcedor são-paulino. Por fim, a mediação será da jornalista Beatriz Bauer.

Dessa forma, o filme conta com depoimentos de familiares, amigos, parceiros e jogadores que estiveram por toda a carreira de Telê. Assim, a obra narra a trajetória do ‘mestre’ durante os 50 anos que atuou nas quatro linhas. Logo, apresenta um personagem de personalidade forte e polêmico dentro e fora dos campos. Dos tempos como jogador, passando pelas Copas de 82 e 86, até chegar as glórias no São Paulo Futebol Clube, onde se consagrou e criou a chamada “Era Telê”. Dirigido por Ana Carla Portella e Danielle Rosa, o filme é uma boa opção não só para os admiradores de Telê Santana, mas para todos os fãs do futebol brasileiro.

Durante a live, a documentarista Ana Carla Portella sorteará a flâmula e a réplica da taça entregue aos Campeões Mundiais de 92 pelo São Paulo em evento de homenagem. Para participar do sorteio, basta acessar o Instagram do Museu do Futebol e conferir as regras.

MUSEU DO FUTEBOL

Assim, o Museu do Futebol é uma iniciativa do Governo e da Prefeitura de São Paulo, com concepção e realização da Fundação Roberto Marinho. Logo, pertence à rede de museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e é gerido pelo IDBrasil, Organização Social de Cultura.

A saber, o Museu do Futebol está instalado em uma área de 6,9 mil metros quadrados sob as arquibancadas do Estádio do Pacaembu. É um espaço interativo, lúdico e multimídia, no qual a história do esporte mais popular do Brasil se confunde com a própria história do país.

Foto Destaque: Divulgação / Museu do Futebol

Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados