O Remo vem de uma sequência negativa e isso acaba frustando as expectativas dos torcedores. Assim sendo, no jogo desta terça-feira (9), o Leão perdeu para o Operário por 2×1 e registrou a terceira derrota consecutiva. Após o apito final, o técnico Felipe Conceição concedeu uma entrevista coletiva e logo foi questionado sobre sua permanência a frente do time. Entretanto, ele desconversou e jogou a bola em relação a sua continuidade para diretoria paraense.

Essa pergunta não me cabe a mim, cabe à diretoria. Trabalhamos todos os dias para que o Remo atinja o objetivo da permanência. Sabemos das dificuldades desde que aceitamos o desafio, que era treinar o Remo dentro da série B. Estamos lutando e com boas chances ainda de permanecer na Série B. A motivação está em fazer isso (permanência) pelo Remo, que é como se fosse um título. Temos que lutar até o final para que o Remo fique na segunda divisão”.

Por outro lado, ainda sobre a partida, o treinador pontuou que o desempenho foi de igual para igual, assim sendo, o Remo não sofreu tanto já que as investidas foram normais. Ou seja, válidas tanto de um lado quanto do outro.

Não acho que sofremos. As finalizações do Operário, a grande maioria até o gol de bola parada, foram de fora da área. Tiveram algumas investidas nos lados de campo, que é normal, mas não criaram nenhuma situação clara de gol no primeiro tempo e nem até a bola parada que saiu o gol. Foi uma estratégia que adotamos, estava funcionando, funcionou na maior parte do jogo, mas não conseguimos o que queríamos aqui, que era pontuar, sair com um ponto ou até com a vitória”.

Foto: Thiago Gomes

 

 

Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.