Porto venceu o Nacional fora de casa pelo placar mínimo de 1 x o, com gol de Taremi. Assim, o atacante marcou pelo terceiro jogo seguido e deixou bem claro que apenas os Dragões importam na reta final do Campeonato Português.

A corrida do Porto

Com a vitória do líder Sporting frente ao Farense, os Portistas não podiam pensar em outro resultado se não a vitória. Sendo assim, mesmo sem criar grandes chances, o Porto conquistou a vitória com gol do atacante Taremi, aproveitando muito bem a saída errada do goleiro António Filipe.

Com isso, a vitória diminuiu a diferença para o líder. Dessa forma, o Dragão se encontra a seis pontos do Sporting, com sete rodadas para o término da liga. Assim, fora da Champions League e da Taça de Portugal, sobrou apenas o título nacional para os Portistas disputarem.

Taremi comemora gol. (Reprodução/ Miguel Pereira/ Global Imagens)
Taremi comemora gol. (Reprodução/ Miguel Pereira/ Getty Images)

Taremi foca apenas no Porto

Apesar da vitória, o vice-líder precisa contar com pelo menos três “tropeços” do rival Sporting em seis jogos. No entanto, Taremi deixou claro que o foco nessa reta final será apenas na própria equipe. Ou seja, o Porto jogará apenas buscando suas vitórias, sem preocupações relacionadas com os Leões de Lisboa. Afinal, de nada adianta “tropeços” da equipe lisboeta se os portistas não continuarem a vencer.

Dessa forma, os gols de Taremi serão fundamentais. Mas, o próprio atacante mostra não se apegar muito a isso, como ele mesmo disse após a vitória contra o Nacional:

“Tivemos um jogo difícil, mas conseguimos ganhar. Eu jogo para a equipa, não interessa se marco ou não. Importante é a equipa ganhar o jogo”

Como resultado, a disputa deve ser acirrada até o fim. Com isso, o Porto  precisará de força máxima nos sete jogos restantes.

Foto destaque: Reprodução/FC Porto 

Alec William
Me chamo Alec William, tenho 23 anos e atualmente curso Ciências do Esporte na FCA-Unicamp. Acredito que minha paixão em contar histórias e esboçar minha opinião por meio da escrita surgiram antes mesmo do amor pelo futebol. Mas ao mergulhar nesse mundo esportivo, surgiu minha segunda paixão, o futebol, que passei a associar com minha escrita como um meio de esboçar minhas ideias e opiniões em cima daquilo que vejo e vivencio dentro do esporte, além de almejar um espaço e reconhecimento dentro desse mercado. Trabalhei durante um ano como redator de artigos esportivos e desde lá venho aprendendo e me encantando cada vez mais com a área. Costumo ser bem claro em relação as minhas opiniões acerca do futebol, pois acredito que sim, temos verdades absolutas como a de que Neymar é um craque, mas isso não significa que eu vá sempre escalar ele no meu time, o futebol é feito de situações e momentos, onde nem sempre o melhor vai ser o essencial.