Top 5 Ídolos do futebol: Fluminense

Top 5 Ídolos da história: Fluminense

Em um especial "Top 5 Ídolos", a coluna Nostalgia Brasileira traz a trajetória dos maiores craques da história dos clubes brasileiros. Assim, nesta semana, escolhemos os nomes mais importantes do Fluminense. Dentre eles, temos um que leva um CT com seu nome. Assim, confira a lista completa a seguir. 5 - Telê Santana Ídolo

Parabéns, Rogério Ceni! O treinador completa 48 anos

rogério ceni com bandeira do são paulo

Nesta sexta feira (22), a coluna Parabéns ao Craque homenageia Rogério Ceni. Maior ídolo da história do São Paulo, o treinador escreveu seu nome na história do futebol. Colecionando recordes e títulos, Rogério desse modo revolucionou a posição em que atuava, e hoje busca se consolidar como treinador. SINOP E A

São Bento inova e treina com bola de rugby

São Bento

Em pré-temporada, um dos treinos do São Bento chamou a atenção de todos. A habitual bola de futebol foi trocada por uma de rugby! Isso mesmo, rugby. Para Edson Vieira, técnico da equipe, a falta de fundamento no futebol é um dos fatores que fizeram o Bentão a aderir a prática. O

14 anos de saudade: relembre a trajetória do mestre Telê Santana

14 anos de saudade: relembre a trajetória do mestre Telê Santana

No dia 21 de abril de 2006, aos 74 anos de idade, Telê Santana nos deixava. Seu falecimento comoveu todos os brasileiros que, em algum momento, acompanharam sua vasta carreira. Posteriormente, após sua partida, nascia um legado. Dessa maneira, a coluna Nostalgia Brasileira relembra a trajetória gloriosa do mestre Telê, considerado até

São Paulo 1991-1994: um time construído para conquistar

Nessa semana na coluna Tática dos Campeões, vamos relembrar um pouco da história desse São Paulo que marcou época no começo dos anos 1990. Embora a equipe paulista não tenha conseguido ser campeã, pois acabou perdendo em duas finais de Brasileiro. Desse modo, o tricolor paulista acabou sendo derrotado em

Qual foi melhor, seleção de 82 ou de 2002?

Seleção de 82 x 2002

Dentre todos os debates que rolam no mundo da bola por todos os apaixonados pelo futebol, um deles é quase sempre discutido: qual era a melhor? Seleção de 82 x 2002? A eficiência do time de Felipão ou a mágica e o improviso da seleção de Telê Santana? Esquecendo outras

Torcida escolhe e São Paulo terá ônibus homenageando Telê Santana

Torcida escolhe e São Paulo terá ônibus homenageando Telê Santana

Na tarde desta segunda-feira, o São Paulo Futebol Clube anunciou nas redes sociais o seu mais novo ônibus. Trata-se do "Expresso Tricolor", uma forma que o clube escolheu para homenagear um dos maiores técnicos de sua história, o mestre Telê Santana. A inspiração para a customização do veículo se da

Cafu, o Capita, completa 50 anos

Cafu

Neste domingo (7), Marcos Evangelista de Morais, mais conhecido com Cafu, completa 50 anos de idade. O jogador não era de fazer gol, por ser lateral-direito, entretanto ficou para história do nosso futebol. O Capita nasceu dia 7 de junho de 1970, dia em que o Brasil de Pelé venceu

1982: quando a tática venceu o talento

Paolo Rossi defendendo a Itália de 1982

Ao falarmos da Copa do Mundo de 1982, rememoramos a saudosa Seleção Brasileira. Brasil esse que – na memória do saudosista brasileiro, é o melhor Brasil de todos os tempos. Uma competição repleta de mística (muito graças aos canarinhos). A Seleção de Zico e Telê era tão absurdamente boa, tão

12 anos sem Telê Santana

Tele Santana

Sabe aquele treinador que você, torcedor, tem a total certeza que o coletivo do time está sob controle, no qual você não precisará se preocupar com a tática, a gana e a responsabilidade dele com o clube? Este era o Telê Santana! Um profissional que exigia o melhor para o seus

Trabalho, sucesso e glória: Parabéns Muricy!

Existem pessoas que nasceram predeterminadas a fazer alguma coisa na vida, que tem a característica necessária para desempenhar aquela função, e foi assim com Muricy Ramalho. Nascido em São Paulo, no dia 30 de novembro de 1955, Muricy sonhou em ser jogador de futebol e foi atrás. Foi das categorias

Persistência levou Cafu à carreira vitoriosa

Persistência sempre foi o lema de Marcos Evangelista de Morais, 47 anos de idade, que apelidaram de Cafu porque enxergaram semelhança na correria dele com Cafuringa, ponteiro-direito ídolo de Atlético Mineiro e Fluminense. Persistência porque poucos teriam ousadia de participar de nove treinos-peneiras, reprovação em oito e aceito apenas na última