Winck, lateral dos bons e treinador

Quando encerrou a carreira de lateral-direito no São José do Rio Grande do Sul, em 1996, Luiz Carlos Coelho Winck projetou incontinenti trajetória igualmente vitoriosa como treinador naquele mesmo clube. Idealizou que aprendizagem com renomados treinadores - como o saudoso Ênio Andrade - fosse suficiente para captar virtudes de liderança,