Preso, ex-presidente da Conmebol, Juan Angel Napout está com coronavírus

- Informação sobre o estado de saúde foi repassada pelo advogado do ex-mandatário

Juan Angel Napout

Juan Angel Napout testou positivo para a COVID-19. A informação foi repassada pelo advogado José González, responsável por defender o ex-presidente da Conmebol em Miami (EUA). Com 62 anos, ele integra o chamado grupo de risco da doença. Vale lembrar, que foi condenado a nove anos de prisão no escândalo

Caso Allemandi: o Scudetto de Ninguém

- Escândalo na histórica temporada 1926/1927 do Campeonato Italiano resultou em um título sem dono

Em 1927, o Torino, do Trio Maravilha Julio Libonatti, Adolfo Baloncieri e Gino Rossetti, foi protagonista de uma revolucionária e polêmica edição do Calcio. Isso porque, em novembro daquele mesmo ano, após a equipe de Turim ter conquistado o campeonato, a Federação Italiana, liderada pelo fascista Leandro Arpinati, revogou a conquista do

Qatar pagou 3,4 bilhões para sediar a Copa de 2022, de acordo com jornal britânico

- Segundo o 'The Sunday Times', o acordo teria sido firmado em 2010, sendo pago em duas parcelas

O Qatar pagou à Fifa um valor de 880 bilhões de dólares (aproximadamente 3,4 bilhões de reais) para ser sede da Copa de 2022. O esquema foi revelado pelo jornal britânico The Sunday Times. De acordo com o jornal, a emissora Al Jazeera pagou o valor em duas parcelas. Os

Jogadores na lista “Panama Papers”

Este mês, o mundo foi surpreendido por um enorme vazamento de informações de um escritório de advogados panamenho chamado Mossack Fonseca, que auxiliava instituições e pessoas de diversos segmentos na criação de empresas offshore, criando um dos maiores esquemas de lavagem de dinheiro da história. Entre os nomes que aparecem

A suspeita se concretiza

Em investigação comandada pelo FBI, a FIFA, agora nas mãos de Gianni Infantino, tenta recuperar sua reputação, manchada pelos escândalos de corrupção na entidade máxima do futebol mundial.A FIFA move um processo contra os cartolas, pedindo indenizações por supostos desvios de dinheiro. Há a suspeita de que 190 milhões de