Superliga: Argentinos Juniors triunfa e sonha com Libertadores

- El Bicho Colorado venceu o Olimpo e está a dois pontos do G5; Belgrano derrotou o Estudiantes, em La Plata, e figura entre os 11 primeiros
Campeonato Argentino

O Argentinos Juniors fez o dever de casa e superou o Olimpo, por 1 a 0, nesta sexta-feira (20), na abertura da 24ª rodada da Superliga Argentina de Futebol.  O outro duelo foi entre Estudiantes e Belgrano, com vitória dos cordobenhos também por 1 a 0. Com os resultados houve mudanças no G11 – zona de classificação para a Sul-Ameicana de 2019. Vale lembrar que faltam apenas quatro rodadas – contando com a 24ª – para o encerramento da temporada. Confira os detalhes das partidas de sexta-feira.

24ª RODADA – SUPERLIGA ARGENTINA

20/04 – SEXTA-FEIRA

Argentinos Juniors 1 x 0 Olimpo

El Bicho Colorado não teve dificuldades para derrotar o já rebaixado Olimpo, por 1 a 0, no estádio Diego Armando Maradona, em Buenos Aires. O gol saiu logo aos nove minutos do primeiro tempo, com o meia Leonardo PisculichiA bola sobrou na frente da meia-lua e o camisa 18 pegou de primeira, um chute rasteiro no canto esquerdo do goleiro Jorge Carranza.

O Argentinos Juniors dominou o jogo, foi para cima e poderia ter saído com um placar elástico. O Olimpo tentou reagir com longos lançamentos para os atacantes, mas que não resultavam em nada. No final da partida, el Aurinegro até que pressionou os donos da casa, e no último ataque houve um lance polêmico. Após cobrança de escanteio, a bola bateu no braço do colorado Nicolás González. O árbitro Pablo Dóvalo chegou a colocar o apito na boca, mas não marcou pênalti. Os jogadores do Olimpo ficaram indignados.

Com os três pontos, o Argentinos pulou da nona para a sétima colocação, com 39 pontos, e encosta no G5. El Bicho Colorado está a dois pontos do quinto colocado, o Talleres (41), e sonha com vaga na Libertadores. O Olimpo é um dos rebaixados da Superliga e somou a oitava derrota consecutiva como visitante. O time da cidade de Bahia Blanca é o último na classificação, com 13 pontos. Próxima rodada: Lanús x Argentinos Juniors (28/04); Olimpo x Tigre (30/04).

Estudiantes de La Plata 0 x 1 Belgrano

Belgrano não quis nem saber se o Estudiantes estava com o time reserva e conquistou os três pontos, fora de casa. Com esse resultado importante em La Plata, el Pirata voltou a ingressar no G11, mantendo viva a esperança de disputar novamente um torneio internacional. Já os platenses perderam a chance de entrar na zona de classificação para a Sul-Americana.

O confronto era direto, mas mesmo assim o técnico Lucas Bernardi resolveu poupar os titulares. O motivo é que El Pincha enfrenta o Santos, na próxima terça-feira, na Vila Belmiro, pela Libertadores. Pois ter jogado com o time reserva fez a diferença e o Belgrano aproveitou. Os visitantes jogaram fechados, só esperando o contra-ataque e valorizando as jogadas aéreas. O Estudiantes não conseguia criar e não apresentou perigo ao goleiro rival.

O tento da vitória veio aos 27 minutos do segundo tempo, com o centroavante Mauro Guevgeozián. Em cobrança de escanteio, a bola foi escorada de cabeça, sobrou na pequena área e Guevgeozián empurrou para o fundo da rede. O Belgrano saiu da 14ª e foi para a oitava posição, com 37 pontos, ultrapassando o Estudiantes. Os platenses caíram da 12ª para a 13ª colocação, com 35 pontos. Próxima rodada: Belgrano x Colón (29/04); River Plate x Estudiantes (10/05).

CLASSIFICAÇÃO

[soccer-info id='12' type='table' /]

Vitor Hugo Souza

Sobre Vitor Hugo Souza

Vitor Hugo Souza já escreveu 61 posts nesse site..

Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Vitor Hugo Souza
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

    Artigos Relacionados

    Topo