Por incrível que pareça, o clássico paraense entre Remo x Paysandu que aconteceu no último sábado (4), continua rendendo. Isso porque a divulgação da súmula do juiz André Luis de Freitas Castro, trouxe a tona situações que tiraram em partes a beleza da festa da torcida Azulina.

Ao passo que consta que aos 17′ da primeira etapa durante a comemoração do gol de Neto Pessoa que abriu o placar no Baenão, objetos foram arremessados como um copo descartável com líquido e um garrafa vazia na meta do Paysandu. Além disso, o clube realizou junto a polícia um boletim de ocorrência afim de não ser penalizado.

Súmula
Reprodução/CBF

A princípio, o Fenômeno Azul compareceu em peso a praça esportiva desconfiada com o intuito de impulsionar o time nessa decisão. Lembrando que no jogo de ida, o placar terminou em igualdade de 2 x 2. Todavia, o Leão fez valer o mando de campo e com superioridade em campo, venceu o adversário por 2 x 0. Assim sendo, garantindo a vaga para final da Copa Verde e a possibilidade de conquistar o título inédito do certame regional.

Por fim, o Remo volta a campo contra o Vila Nova nesta quarta-feira (8), às 20h (horário de Brasília), no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA). Enquanto, o jogo de volta será no sábado (11), às 17h (horário de Brasília) no estádio Evandro Almeida (Baenão).

Foto: Reprodução/YouTube TV Cultura (PA)

Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.