Sorte de principiante? País de Gales vence e chega à inédita semifinal

Se portugueses e poloneses decepcionaram em um jogo de muitas chances desperdiçadas, Bélgica e País de Gales fizeram, nesta sexta-feira, em Lille, o duelo mais esperado da chave das aspirantes a fazer história, e corresponderam às expectativas de um jogo ofensivo. Comprovando o ditado que diz que “de virada é mais gostoso”, os galeses venceram os belgas por 3 a 1 e chegam à inédita semifinal na épica primeira participação em Eurocopa.

As duas seleções chegaram até aqui como sensações da Euro. Os belgas e sua decantada geração passaram tranquilos pela primeira fase, venceram com propriedade os húngaros nas oitavas e tinha certo favoritismo para este confronto. Já os galeses vieram com tudo, como quem não tem nada a perder: foram os primeiros em uma chave que tinha a Inglaterra e a Rússia, e derrotou a carismática Irlanda do Norte no clássico britânico para se classificar.

No confronto desta sexta, as duas promessas começaram o jogo ligadas no 220V. Ambos os times tiveram chances de abrir o placar, mas a sorte sorriu para os belgas: Nainggolan, em chute de rara felicidade, mandou um petardo do meio da rua, direto para o ninho da coruja do gol de Hennessey. Depois de sair na frente, os Red Devils se acomodaram e deixaram os galeses gostarem da brincadeira.

À base do bom e velho chuveirinho na área, Bale e cia mostraram fibra e foram para cima, aproveitando a desfalcada defesa belga. Chegaram à igualdade com Willians, ainda no primeiro tempo. A Bélgica sentiu a punição da bola por ter se encolhido em campo e ter levado o empate, e ficou apática no restante da primeira etapa, assim como os galeses que se deram por satisfeitos com o gol e pouco arriscaram até o fim dos primeiros 45 minutos.

Os belgas parecem terem levado um chocalhão no intervalo, porque voltaram para a etapa final mais decididos a recuperar a vantagem no placar. Mas como quem não faz leva, em ótima jogada, Robson-Kanu deixou três zagueiros na saudade e colocou um pé de País de Gales na semifinal com um golaço.

A partir daí, foi um jogo de ataque contra defesa, em que os Red Devils cada vez mais ansiosos, pecavam nas finalizações. Aos 40 minutos, Gales deu o golpe de misericórdia, depois de um contra-ataque e cruzamento de Gunter, Vokes cabeceou e fechou o caixão, mandando a badalada geração belga para casa sem convencer em um grande torneiro de novo. Festa para os galeses, que não têm nada a ver com isso, e curtiram cada segundo após o apito final, desejando que a meia noite chegasse nunca para o sonho não acabar.

Agora o País de Gales vai enfrentar Portugal no Stade des Lumières, na próxima quarta-feira, às 16 h (de Brasília), para ver qual seleção vai poder tentar levantar o caneco pela primeira vez. Se jogar o que vem jogando, grandes são as chances de Bale e cia derrotar a seleção de Cristiano Ronaldo. Só resta esperar para ver se o Gato Borralheiro galês vai participar do grande baile final em 10 de julho.

Mayara Flausino

Sobre Mayara Flausino

Mayara Flausino já escreveu 33 posts nesse site..

Mayara Flausino, 22 anos, sempre foi apaixonada por esportes. Já tentou ser nadadora, ginasta, jogadora de basquete, vôlei e futsal. No fim, pendurou as chuteiras e decidiu ir para o time dos jornalistas, o qual faz parte desde 2015. Atualmente procura uma vaga no time profissional e luta pelo fim do escanteio curto.

BetWarrior


Poliesportiva


Mayara Flausino
Mayara Flausino
Mayara Flausino, 22 anos, sempre foi apaixonada por esportes. Já tentou ser nadadora, ginasta, jogadora de basquete, vôlei e futsal. No fim, pendurou as chuteiras e decidiu ir para o time dos jornalistas, o qual faz parte desde 2015. Atualmente procura uma vaga no time profissional e luta pelo fim do escanteio curto.

    Artigos Relacionados

    Topo