Sonho inglório

O Brasil tem a fama de ser o país do futebol, berço dos grandes craques, país de nascimento do maior jogador da história do futebol mundial, o maior ganhador de Copas do Mundo. Alguma vez na vida, muitos meninos tiveram o sonho de se tornar profissional e viver do futebol, tornar-se famoso, aparecer na televisão e marcar gols.

A princípio, o roteiro deste sonho é perfeito: fama, milhares de reias em contas bancárias, carros de luxo, lindas mulheres em volta e o reconhecimento mundial. Mas na prática, o sonho pode se tornar uma realidade inglória e a vida de um jogador cercada de dificuldades.

A CBF publicou ontem o panorama salarial dos jogadores que atuam no Brasil. Ao todo, são registrados 28.203 atletas e o resultado, embora não seja nenhuma novidade, traz à tona a reflexão acerca dos milhares universos paralelos existentes no futebol.

Conforme o exposto, apenas um jogador ganha mais que R$500 mil mensais. Suponho eu que este atleta seja Fred, já que o Fluminense, no início deste ano de 2016, esclareceu que passou a pagar ao dono da camisa 9 os valores de R$ 500 mil relacionados a direitos de imagem e R$ 300 mil de CLT.

O salário de Fred pouco importa. Devemos nos ater aos dados que mostram que mais de 82% dos atletas recebem pouco mais que um salário mínimo e também ao fato de que quase 14% dos atletas recebem até R$ 5 mil mensais.

A conclusão é óbvia: no Brasil, é praticamente impossível viver do futebol, esporte o qual tem se tornado, infelizmente, cada vez mais elitista. Basta observar o preço dos ingressos, o público que vai aos estádios e essa pirâmide invertida, na qual a maioria ganha muito menos do que a minoria.

Diante de tais dados, o glamour disseminado por propagandas e megaeventos é ofuscado por uma triste realidade que precisa ter em movimentos como o Bom Senso FC uma voz que possa externar para a grande massa a necessidade de o futebol brasileiro passar por mudanças estruturais profundas.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior


Poliesportiva


André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

    Artigos Relacionados

    Topo