Sombra para Cássio? Corinthians demonstra interesse em Ivan da Ponte. (Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Antecipadamente, início de temporada e como qualquer outro time o Corinthians está no mercado. Assim, estaria interessado em Ivan da Ponte Preta, um dos goleiros mais visados no futebol brasileiro. Todavia, o arqueiro seria sombra para o ídolo corintiano, Cássio? Ou seja, apesar de ter renovado seu contrato até 2024, a tendência é que o camisa 12 passe a ter um concorrente que estuda detalhes jurídicos para ter segurança em uma negociação.

Em outras palavras, o arqueiro tem contrato com a Ponte até abril de 2023. Analogamente, é protagonista, ídolo, capitão do time e foi essencial na permanência do time na Série B.

Bem como, a Macaca espera conseguir pelo menos 5 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) com a venda do jogador. Do mesmo modo, por que o Corinthians vê essa contratação como uma ‘oportunidade de mercado'? Enfim, a Gazeta Esportiva apurou que detalhes sobre os direitos econômicos do craque são incertos.

Porém, nos últimos dois anos, os dirigentes da Alvinegra de Campinas fizeram acordos sobre dívidas diversas. Do mesmo modo, a garantia principal de pagamento ficou relacionada a receita de uma venda de Ivan. Contudo, quem ganhou poder foi Fernando Garcia, que agencia o atleta. Todavia, Fernando é sócio do Corinthians e irmão de Paulo Garcia, conselheiro do clube.

Sombra para Cássio? Corinthians demonstra interesse em Ivan da Ponte

Nesse sentido, a Macaca, apesar de bater na tecla de que detém 100% dos direitos sobre Ivan, sabe que não receberá tudo em uma negociação. Por exemplo, os dirigentes da Ponte não tem soberania para decidir o futuro nesse momento. Ainda mais, a chance de um contrato, foi oferecido ao Corinthians, que gostou da ideia por se tratar de um jogador jovem.

No entanto, a cúpula do Timão está tomando conhecimento de toda a situação e nos bastidores o discurso é cauteloso. Bem como, o Corinthians não estaria disposto a fazer um grande investimento, mas entende que pode abrir uma exceção para contratar Ivan. Todavia, caso o valor seja considerado baixo em relação ao potencial.

De maneira que, se a diretoria tiver certeza de que é uma contratação segura, o passo seguinte será discutir valores. Nesse ínterim, as conversas vão seguir, mas não há nada definido.

 

Foto destaque: Divulgação/ Diego Almeida/PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs