SIPG sofre, mas vence Wuhan Zall no Chinês

Nesta quarta-feira (12), Shanghai SIPG e Wuhan Zall jogaram pela 4ª rodada da Superliga Chinesa 2020, no grupo B da competição. A partida aconteceu no Suzhou Olympic Sports Centre, em Suzho. Primeiramente, o time visitante do dia deu as cartas e controlou do seu jeito. Mas o poderio ofensivo do rival foi o suficiente para levar a melhor, graças ao meia Oscar.

1º Tempo

A partida começou bem abaixo do esperado, com as equipes tá concluindo jogadas, mas a finalização deixava a desejar. Aos 25 minutos, o visitante do dia foi mais feliz, após o cruzamento de T. Zhou, Chenglin Zhang cabeceou para o fundo do gol, abrindo placar para o Wuhan. Mesmo com o gol sofrido, o Shanghai SIPG continuou atacando, como no chute de Huan Fu para fora, aos 33′. A equipe da casa continuou tentando, mas sem sucesso e o placar foi para o intervalo em 1 x 0, para o Zall.

2º Tempo

O Shanghai SIPG continuou buscando o gol a todo custo, mas foi na reta final que tudo mudou. Aos 33 minutos, em escanteio cobrado por Oscar, Arnautovic cabeceou firme, para o fundo do gol, empatando o duelo. Adiante, aos 40 minutos, o camisa 11 Wenjun Lyu foi derrubado e o juiz marcou pênalti. O VAR entrou em ação e somente aos 44′ o lance foi confirmado. Oscar foi para a bola, converteu a cobrança e deu números finais a partida. 2 x 1 para o Shanghai SIPG.

E Agora?

O resultado deixou os vencedores na 2ª posição do Grupo B, com 10 pontos, quatro a menos do que o Wuhan, vindo em 3º. Na próxima rodada, já neste domingo (16) o SIPG encara o Shijiazhuang Ever Bright, enquanto isso, os perdedores do dia enfrentam o Chongqing Dangdai, na segunda-feira (17).

Melhores Momentos

Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados