Shonan Bellmare vence depois de seis derrotas consecutivas

A 23ª rodada da J-League 2020 é mais uma daquelas muito interessantes. Dessa maneira, os confrontos foram disputados neste final de semana. Inicialmente, o Shimizu S-Pulse recebeu o Sagan Tosu e em jogo parelho o marcador ficou no 1 x 1. Em contrapartida, o Gamba Osaka visitou o Oita Trinita e conquistou mais uma vitória, 1 x 0, a 4ª nos últimos cinco jogos. Por fim um jogo que pode significar uma luz no fim do túnel. Sendo assim, o lanterna Shonan Bellmare conseguiu vitória importante dentro de casa contra o Kashiwa Reysol, 3 x 2.

Visto que o empate não foi bom pra nehum dos dois, Shimizu e Tosu se mantiveram estagnados na parte de baixo da tabela. Dessa forma os times ocupam a 15ª e 16ª posições respectivamente. Por outro lado, o Gamba Osaka que é o 4º colocado, conseguiu abrir uma vantagem de três pontos para o Nagoya Grampus que não pontuou na rodada. Ao contrário do Oita Trinita que termina a rodada na 12ª colocação. Apesar do resultado positivo, o Shonan não saiu da lanterna enquanto a derrota deixou o Reysol em 8º.

J-LEAGUE 2020 – 23ª RODADA

SHIMIZU S-PULSE 1 X 1 SAGAN TOSU

Os visitantes criaram boa chance em bola parada logo aos 10′. Logo após escanteio pela direita, Teruki Hara desviou de cabeça e a bola só não entrou porque Nishizawa estava na linha do gol e afastou. Ainda no primeiro tempo o time de Tosu tentou mas não assustou mais a defesa dos donos da casa. Por outro lado, os mandantes não conseguiram finalizar de forma perigosa nos primeiros 45 minutos.

Na 2ª etapa o brasileiro Tiago Alves teve uma oportunidade em cobrança de falta. Logo aos 9′ ele cobrou mas mandou por cima do travessão. A abertura do placar veio posteriormente, outra vez em bola parada os ataques foram perigosos. Dessa maneira, logo após escanteio cobrado por Nishizawa, a bola foi na cabeça do brasileiro Valdo que inaugurou o marcador, 1 x 0. Mais tarde, aos 40′ a pelota foi cruzada para o meio da área e depois de uma bagunça no miolo, Daichi Hayashi conseguiu achar a finalização que deu números finais ao confronto, 1 x 1.

OITA TRINITA 0 X 1 GAMBA OSAKA

Depois de um início sem muita emoção, os visitantes chegaram ao gol. Ou quase gol, visto que foi anulado logo na sequência. Após boa jogada pela direita a bola foi levantada na área e acabou sobrando limpa para o brasileiro Ademilson. Ele finalizou e conseguiu jogar ela lá dentro, só que no meio do caminho houve um desvio no braço de Watanabe, assim invalidando a abertura do placar. Aos 38′, o canarinho tentou novamente, desta vez de fora da área a pelota foi nas mãos do goleiro Gun.

Logo após o retorno dos vestiários o jogo ganhou um equilíbrio maior. Mas aos 10′ um lance incrível, uma grande chance para os mandantes. Sendo assim, a defesa do Gamba Osaka saiu jogando errado e Tanaka ficou com a bola e com uma oportunidade gigante. Ele invadiu a área, driblou o goleiro e quando finalizou o zagueiro voltou para salvar na linha. E como o futebol não perdoa, aos 27′ Usami cobrou escanteio e o brasileiro Patric tocou para dentro, 1 x 0.

SHONAN BELLMARE 3 X 2 KASHIWA REYSOL

De fato o jogo começou com muita agitação, visto que o primeiro gol saiu logo aos 5′. Os mandantes tiveram lateral pelo lado direito do campo de ataque, então Barada achou um passe que quebrou a defesa do Reysol. Dessa maneira a bola chegou em Takuya Otamoto que invadiu a área e finalizou entre a trave e o goleiro, 1 x 0. Posteriormente, aos 22′, Cristiano cobrou escanteio pela esquerda e na saída errada do goleiro, Michael Olunga aproveitou para marcar o gol de empate, 1 x 1.

Já no 2º tempo, o time visitante precisou de sete minutos para conseguir a virada. Sendo assim, depois de boa troca de passes Esata achou Kamiya Yuta que não desperdiçou, 2 x 1. Mais tarde, aos 34′ o placar voltou a ficar igualado. Após um cruzamento da direita, Elyounoussi tocou de cabeça para Temma Matsuda finalizar de primeira no cantinho, 2 x 2. Por fim, em novo cruzamento, Okamoto achou Naoki Ishihara livre na marca do pênalti para cabecear e dar números finais ao jogo, 3 x 2.

Veja mais do Futebol Japonês

Foto destaque: Divulgação/ Shonan Bellmare

João Miguel Mendonça de Freitas
Sou apaixonado por esportes e resolvi escolher o jornalismo por conta da proximidade que essa profissão me dá do esporte, gosto muito de trabalhar nos meios digitais também e isso me levou a gostar bastante de escrever em sites e blogs.

Artigos Relacionados