Shimizu S-Pulse

A 26ª rodada da J-League 2020 ocorreu nesta terça feira (3). Sendo assim, alguns jogos movimentaram a competição. Apesar da vantagem do líder para as demais equipes, a parte de baixo da tabela está proporcionando boas emoções. Dessa maneira, o Shimizu S-Pulse conseguiu bom resultado contra o Vissel Kobe, 3 x 1. Similarmente, o Oita Trinita voltou a vencer no campeonato e derrotou o Yokohama FC em Yokohama. Por fim, em confronto equilibrado, Sanfrecce Hiroshima Urawa Red Diamonds ficaram no 1 x 1.

De fato a vida do Shimizu continua complicada, a equipe agora é a 17ª colocada. Em contrapartida, o Kobe que havia vencido na rodada passada fica na 11ª posição. Enquanto isso, o Oita vai tentando subir para a parte de cima da tabela, é o 12º. Ao contrário do Yokohama que chegou agora a 3ª derrota consecutiva e ocupa a 14ª colocação. Finalmente agora atualmente, o Hiroshima está em 10º enquanto o Urawa Reds fica como 8º colocado.

J-LEAGUE 1 – 26ª RODADA

SHIMIZU S-PULSE 3 X 1 VISSEL KOBE

O início de jogo foi de pouca criação. Os donos da casa finalizaram logo aos 6′ mas a bola foi fraquinha e ficou tranquila para o goleiro. Depois disso o ritmo continuou devagar, e os times se estudavam muito, Por outro lado, uma bola parada mudou a situação. Andrés Iniesta cobrou escanteio pela direita e o cruzamento do espanhol foi desviado na primeira trave. Na sequência a pelota sobrou limpa para o brasileiro Douglas que só rolou para Hotaru Yamaguchi finalizar da entrada da área, 1 x 0. Em seguida os visitantes conseguiram segurar o resultado até o intervalo.

No retorno dos vestiários o time da casa chegou com mais vontade. Dessa maneira a equipe criou algumas chances antes de conseguir o gol de empate. O tento também veio após escanteio da direita. O cruzamento de Nishizawa foi na medida para o brasileiro Valdo cabecear forte, 1 x 1. Posteriormente aos 30′, o canarinho Elsinho também recebeu assistência de Nishizawa e invadiu a área antes de bater cruzado e virar o jogo, 2 x 1. Por fim, que dia iluminado de Nishizawa que deu nova assistência, desta vez para Takashi Kanai dar números finais ao jogo, 3 x 1.

YOKOHAMA FC 2 X 3 OITA TRINITA

Depois de um começo pouco movimentado, o time da casa aproveitou a chance em bola parada. Sendo assim, a cobrança de falta em direção a área achou Masakazu Tashiro que só tocou para dentro, 1 x 0. Em seguida, aos 31′ Seko cruzou bem e Kosuke Saito de cabeça aumentou a vantagem, 2 x 0. Por outro lado a equipe visitante diminuiu ainda na 1 etapa. Logo após escanteio cobrado para o miolo, Toshio Shimakawa desviou de cuca e guardou, 2 x 1.

Na etapa final, o Oita voltou com mais vontade. Dessa maneira a equipe visitante criou algumas oportunidades. Mas o gol de empate saiu somente aos 43′, e foi bem aquele ditado: “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”. E de fato Kei Chinen conseguiu furar a defesa e ainda contou com um leve vacilo do goleiro Rokutan para igualar o marcador, 2 x 2. Mas quando o placar parecia definido, as coisas mudaram. E dessa forma, ainda mantendo a pressão no adversário, o Oita Trinita chegou a virada. Iwata cruzou e Tanaka cabeceou firme para dentro do gol, 3 x 2.

SANFRECCE HIROSHIMA 1 X 1 URAWA RED DIAMONDS

Os Reds abriram o placar logo cedo, aos 3′. Quenten Martinus carregou a bola pela e direita e fez o cruzamento que encontrou Shinzo Koroki para inaugurar o marcador, 1 x 0. Na sequência o que se viu foi o Hiroshima perdendo chance atrás de chance. De fato estava faltando capricho na finalização dos donos da casa. Aos 27′, Sho Sasaki finalizou firme quase do bico da grande área e a bola deu trabalho para o goleiro Nishikawa que defendeu com as pernas.

Já no 2º tempo, Martinus teve ótima chance de aumentar o marcador para o Urawa Reds. Mas ele não conseguiu aproveitar o contra-ataque que ele mesmo puxou e finalizou para fora. Em contrapartida os donos da casa foram em busca do empate. E depois de algumas tentativas, o gol enfim saiu. E vale destacar a jogada brasileira no tento do Hiroshima, a bola foi tocada por Douglas Vieira para Leandro Pereira finalizar para o fundo da rede, 1 x 1.

Veja mais do Futebol Japonês

Foto destaque: Divulgação/ Shimizu S-Pulse

João Miguel Mendonça de Freitas
Sou apaixonado por esportes e resolvi escolher o jornalismo por conta da proximidade que essa profissão me dá do esporte, gosto muito de trabalhar nos meios digitais também e isso me levou a gostar bastante de escrever em sites e blogs.

Artigos Relacionados