Sete jogadores do real devem deixar o clube

O Real Madrid encerrou sua temporada com um título espanhol, na qual teve um sequência incrível para retomar a liderança e sair como campeão. No entanto, a eliminação nas oitavas de finais da Liga dos Campeões deixou a equipe no pensamento de rever seu plantel. Dessa forma, o técnico Zinedine Zidane e o presidente Florentino Pérez, estão trabalhando para montar o elenco da temporada 2020/21.

A princípio, o objetivo não é fazer grandes contratações, mas sim reduzir as despesas do clube. Primeiramente,  Reinier foi emprestado ao Borussia Dortmund. Logo depois, a equipe do Sevilla contratou em definitivo Óscar Rodríguez. Dessa forma, segundo o jornal “Mundo Deportivo“, cerca de sete jogadores não devem fazer parte dos planos da equipe

Gareth Bale e James Rodríguez encabeçam essa lista de redução de gastos. No entanto, o posicionamento do galês é divergente com o do colombiano, uma vez que embora esteja insatisfeito no clube e faça questão de deixar isso bem claro, não pretende ser negociado e nem abrir mão dos valores que tem a receber. Por outro lado, James vê a saída com bons olhos e , da Inglaterra, onde imagina ter mais oportunidades de jogo.

Além dos já citados, a lista de “dispensáveis” conta com jovens jogadores como Brahim Diaz, Sergio Reguilón, Dani Ceballos e Borja Mayoral. Claro que para esses jogadores, o objetivo do Real Madrid é apenas emprestá-los para adquirir maior experiência. Outro medalhão que o clube não tem interesse em contar é Mariano Diaz.

Foto Destaque: Reprodução/Mundo Deportivo

Gustavo Domingos
Olá amigos! Um garoto do interior de Alagoas, na qual, sempre sonhou em levar informação ao povo. Dessa maneira, escolhi o jornalismo pra ser minha profissão e meu prazer diário. Uma vez que mostrar o que se é procurado, é muito gratificante e realizador. Estou cursando a graduação de jornalismo na Universidade Federal de Alagoas. Já tenho muitas coisas em mente nesse universo de informações. Além do Futebol Na Veia, sou redator do portal Lab Dicas Jornalismo, na editoria cultural. Considero que esportes, bons filmes, boas músicas e bons livros, fazem a vida ser melhor. Logo, não abdico desses quatro aspectos.

Artigos Relacionados