Sensação do Apertura, Progreso perde a primeira; Nacional segue líder

- Atual campeão, Peñarol é segundo colocado e Danubio é terceiro

Em mais uma rodada do Apertura Uruguaio, o Nacional não tomou conhecimento de seu rival e sacudiu o Cerro, em casa, por 4 x 0, mantendo-se na ponta de forma invicta e isolada, com 12 pontos. O Peñarol assumiu a vice-liderança ao vencer e ver o Progreso, até então surpresa e na 2ª posição, perder frente ao Fénix, fora de casa. Veja todos os detalhes da rodada do Campeonato Uruguaio.

Apertura Uruguaio – 4ª RODADA

Sábado – 24/2

Boston River x El Tanque Sisley (ANULADO)

Pelo não cumprimento de um dívida com a Associação Uruguaia de Futebol, o El Tanque Sisley foi rebaixado a 2ª divisão e todos os seus compromissos na elite uruguaia foram suspensos. Com isso, todos os clubes que tinham jogos com eles em sua agenda, folgam na rodada.

Rampla Juniors 1 x 1 Defensor Sporting

O Defensor Sporting está longe de ter o bom desempenho que o fez ser campeão do Apertura Uruguaio e vice-campeão nacional. Na quarta rodada, o clube apenas empatou com o lanterna da competição, o Rampla Juniors, fora de casa, e perdeu a chance de vencer um adversário que ainda não havia pontuado, ficando agora a cinco pontos do líder Nacional. Os visitantes saíram na frente logo aos 13 minutos, com gol de Nicolás Rocha (contra). Mas aos 39′, de pênalti, Cristian Olivera empatou o jogo para os picapiedra.

Na segunda etapa, o duelo ficou quente e foi difícil para as Violetas buscarem o resultado quando Martín Rubuñal foi expulso aos 60′. Aos 62′, foi a vez de Johny Galli, do Rampla, ser expulso também, ficando 10 contra 10. As chances eram escassas, os times pouco atacavam, quando aos 88′, mais uma expulsão. Desta vez Carlos Ayrton Cougo, do Defensor foi expulso, terminando na igualdade o jogo. O Defensor Sporting segue em 5º com sete pontos e o Rampla Juniors em último, com um ponto.

Foto: Tenfield UY

Peñarol 2 x 1 Liverpool Montevideo

Mais uma vez o grande se sobressai ao pequeno. Mas desta vez o Liverpool vendeu cara a derrota para o atual campeão uruguaio, Peñarol. O time da casa abriu o placar aos 31′, quando Fidel Martínez deu passe para Maxi Rodriguez marcar. Nove minutos mais tarde e Carlos Nunez empatou na assistência de Federico Platero. Já na segunda etapa, aos 13′, Lucas Camilo Hernández deu passe para Gabriel Fernandez fechar o placar em 2 x 1.

Lucas Hernández ainda foi expulso nos acréscimos. Mas para quem pensa que o jogo foi gol aqui e ali, se engana. As estatística foram muito parelhas. 54% x 46% de posse de bola, 12 x 9 em finalização, 4 x 2 em chutes a gol, 7 x 5 em chutes para fora. Tudo equilibrado, mas uma pontaria levemente melhor aos Carboneros, que agora são vice-líderes. Ao Liverpool a 9º posição com cinco pontos.

Foto: Twitter Peñarol

Domingo – 25/2

Fénix 2 x 0 Progreso

No domingo, fim de invencibilidade para o Progreso que, com o perdão do trocadilho, estava em constante progresso na competição. O time era o vice-líder, mas caiu fora de casa para o Fénix. Nicolas Olivera abriu o marcador aos 46′, nos acréscimos da etapa inicial. Aos 13′ do segundo tempo, pênalti para os mandantes que não aproveitaram e só conseguiram dar números finais ao jogo aos 89′, com Leandro Fernandez. O resultado faz os visitantes caírem para a 4ª posição e o Fénix sobe para 6º, todos com sete pontos.

Foto: Twitter Progreso

Danubio 1 x 0 River Plate

O Danubio é um dos grandes que segue invicto no campeonato. São três vitórias e um empate, com direito a uma vitória sobre o Defensor Sporting no clássico. E venceu mais uma ontem, ao bater o River Plate por 1 x 0, gol solitário de David Terans, no passe de Gonzalo Camargo. Apesar do resultado magro foi um bombardeio do time da casa. 18 chutes contra sete dos rivais. Mas no quesito pontaria, chute no gol, foi 4 x 2 para os anfitriões. O resultado coloca o Danubio em terceiro e joga o River para a 12ª posição.

Foto: Twitter Danubio

Atenas 2 x 1 Montevideo Wanderers

O Atenas conseguiu surpreender um dos grandes do Uruguai ao vencer em casa por 2 x 1, conquistando sua segunda vitória na competição e chegando a 50% de aproveitamento. O time da casa teve a chance de abrir o placar logo no último minuto do primeiro, de pênalti, mas não converteram. No segundo tempo, aos 13 minutos, Federico Ramos inaugurou o placar. 11 minutos mais tarde e o Atenas ampliou com Federico Castellanos. O Montevideo Wanderers só foi descontar aos 76′, com Manuel Castro, mas não conseguiram o empate. A vitória leva os mandantes a 8ª posição e derruba os Vagabundos para a 7ª, com sete pontos, um a mais que o rival.

Torque 2 x 2 Racing

Quando o Torque, time do milionário grupo City Football Group, dos mesmos donos do Manchester City, finalmente tinha a chance de vencer, ao jogar em casa contra um time que, assim como eles, ainda não havia vencido, deixaram a vitória escapar e ficaram apenas no empate. Todos os gols saíram no segundo tempo. Aos 48 minutos o time da casa marcou o primeiro da partida com Valentin Castellanos. O segundo saiu aos 66′, com Dario Pereira.

Sem deixar os anfitriões comemorarem o gol, dois minutos depois e Michel Araújo desconta para os visitantes, que viriam a empatar aos 79′ com Facundo Bonifazi. Decretando assim o fim do jogo. Dario Pereira ainda foi expulso aos 87′. Com a igualdade os times permanecem nas mesmas posições. Torque em 14º, ou penúltimo, e o Racing em 13º, com o mesmo um ponto do rival.

Nacional 4 x 0 Cerro

Fechando a rodada, no horário nobre do futebol uruguaio, o Nacional sacudiu o Gran Parque Central, ao fazer 4 x 0 no Cerro. O time da casa abriu o placar com Alexis Rolín, aos 17 minutos de jogo. Aos 39′, Emiliano Díaz foi expulso e atrapalhou todo o planejamento do time visitante na partida. Daí em diante o Nacional “deitou”. O artilheiro do campeonato, Gonzalo Bergessio marcou duas vezes. O primeiro aos 45′, de pênalti. O segundo aos 10′ do segundo tempo. O quarto gol saiu da jogada de Luis Aguiar, que serviu Gonzalo Bueno para fechar a conta aos 29 minutos. O autor do primeiro gol, Rolín, ainda foi expulso aos 79′, o que só fez com que o líder do Uruguaio não marcasse mais. Anfitriões líderes isolados com 12 pontos em quatro jogos e visitantes em 11º com cinco pontos.

Foto: Twitter Nacional

[soccer-info id='50' type='table' /]

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1233 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo