Sem inspiração ofensiva, São Paulo empata com o Coritiba no Morumbi

Em tarde ensolarada na capital paulista, ataque falha e São Paulo para na defesa do Coritiba (0x0)

Precisando da vitória para aliviar a tensão instalada sob o time após o forte protesto no centro de treinamento na manhã do último sábado 27, o time do São Paulo entrou em campo neste domingo ciente de que a missão não seria nada fácil. Enfrentando o Coritiba, time que figura a parte de baixo da tabela do Campeonato e luta para não cair, o São Paulo encontrou muitas dificuldades no início do jogo para infiltrar a defesa Coxa Branca. Quem chegou com perigo primeiro foi o visitante. Neto Beróla recebeu cruzamento de Juan e imendou uma bomba de primeira em direção ao gol Tricolor logo aos seis minutos de partida, a bola subiu demais e foi para fora. Contando com o apoio do baixo público presente em seu estádio, o São Paulo trocava passes pelo lado esquerdo de ataque, mas sem conseguir o arremate efetivo. A primeira boa chance veio com Cueva apenas aos 21 minutos de jogo em chute de frente da área, a bola passou rente a trave direita de Wilson.

Passado a pressão inicial, o Coritiba ia saindo para o jogo e abrindo espaços para o ataque Tricolor. Aos 27 minutos em contra-ataque perigoso, o time da casa quase mandou a bola para as redes. Cueva acionou Mena no lado esquerdo de ataque, o Chileno apenas rolou para Chaves que de baixo das traves mandou para fora. O Coritiba respondeu aos 37 minutos com Vinícius, o atacante puxou a jogada pelo lado esquerdo, fintou a defesa do São Paulo e cruzou rasteiro para área, a bola cruzou toda a defesa sem que ninguém a tocasse. O jogo ficou bastante agitado e com o panorama de que o zero logo sairia do placar.

Aos 40 minutos o São Paulo teve a sua melhor chance na partida novamente com Chavez. Em bobeira da zaga do Coxa, o peruano Cueva mandou boa bola para o Argentino que livre de marcação chutou em cima do goleiro. Esse foi o estopim para que o apoio desse lugar as vaias após o apito final do primeiro tempo. No intervalo, o Técnico Carpegiani colocou Iago no lugar de Vinícius no time do Coritiba. O segundo tempo iniciou com os dois times buscando o gol. O Coritiba construía suas melhores oportunidades com Juan enquanto o São Paulo respondia com Chavez. Aos 15 minutos Ricardo Gomes sacou Michel Bastos e colocou Luiz Araújo, o camisa 7 Tricolor saiu sob vaias da torcida. A primeira chance perigosa da segunda etapa saiu dos pés de Juan. O meia puxou o ataque pelo lado direito e cruzou rasteiro para Raphael Veiga mandar o chute da marca da cal, Dênis esticou-se e com os pés fez uma grande defesa. No minuto seguinte o São Paulo respondeu com Chavez, Luiz Araújo mandou na cabeça do atacante que subiu mais alto que a defesa para mandar no canto inferior direito de Wilson, o goleiro em tarde inspirada, mandou a bola para escanteio. Sem conseguir o gol, o técnico Tricolor tirou o ponta-direita Kelvin de campo e colocou o centro-avante Pedro.

Com a mudança, Luiz Araújo foi atuar do lado direito do ataque. Dali ele conseguiu a sua melhor oportunidade no jogo. Após tabela com Chavez, o garoto chutou forte para mais uma grande defesa de Wilson. Exausto Neto Beróla pediu substituição e Jorge Ortéga entrou em seu lugar. Mais uma vez, Wilson na partida em grande tarde o goleiro visitante defendeu o chute do volante Thiago Mendes e mandou para escanteio a bola que veio por baixo. Notando o volume de jogo do time da casa, o Técnico Carpegiani trocou um volante por um zagueiro e colocou Wallace Maia na vaga de João Paulo aos 38 minutos de jogo. A mudança surtiu efeito.

A partir daí o São Paulo pouco conseguiu fazer para que o resultado fosse outro, para a irritação da Torcida Tricolor que agora vê seu time passar o quinto jogo sem vitória em seus domínios (4 pelo Brasileiro e 1 pela Copa do Brasil) e estacionar na 11º posição na tabela. O Time do Coritiba conquista um ponto valioso fora de casa e mantém-se fora do grupo dos rebaixados.

Ficha técnica

São Paulo 0x0 Coritiba

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) Data: 28 de agosto de 2016, ás 16h

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento-AL

Assistentes: Esdras de Lima Albuquerque e Pedro de Araújo (Ambos de AL)

Público: 7.836 pagantes

Renda: R$ 182.596,00

Cartões amarelos: Buffarini, Mena (São Paulo); Edinho (Coritiba)

SÃO PAULO: Dênis, Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Thiago Mendes, Hudson, Kelvin (Pedro, 27 ´/2T), Cueva e Michel Bastos (Luiz Araújo, 15 ´/2T); Chavez. Técnico: Ricardo Gomes.

CORITIBA: Wilson, Dodô, Luccas Claro, Juninho e Benítez; João Paulo (Walisson Maia, 38 ´/2T), Edinho, Juan e Raphael Veiga; Vinícius (Iago, Intervalo) e Neto Berola (Jorge Ortéga, 31 ´/2T). Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

Caique Amorim Faria

Sobre Caique Amorim Faria

Caique Amorim Faria já escreveu 5 posts nesse site..

Caique Amorim Faria, natural de São Paulo - SP, Nascido em 15 de Julho de 1994, estudante do segundo semestre do curso Jornalismo da Universidade Cruzeiro do Sul.“Apaixonado pelo futebol, faço da minha vida o futebol, lendo, escrevendo, jogando na realidade ou virtualmente”

BetWarrior


Poliesportiva


Caique Amorim Faria
Caique Amorim Faria
Caique Amorim Faria, natural de São Paulo - SP, Nascido em 15 de Julho de 1994, estudante do segundo semestre do curso Jornalismo da Universidade Cruzeiro do Sul.“Apaixonado pelo futebol, faço da minha vida o futebol, lendo, escrevendo, jogando na realidade ou virtualmente”

    Artigos Relacionados

    Topo