Seleção Olímpica do Brasileirão 2015

As vésperas de mais uma Olimpíada, único título que a seleção brasileira ainda não tem, Dunga tem boa opções no campeonato nacional para observar e testar antes da competição.

Durante a competição, muitos jogadores saem na janela de transferência, se machucam ou simplesmente seu futebol cai de produtividade, o que dá a oportunidade para jovens promessas terem espaço, alguns se firmarem como titulares e outros até virarem destaques do time e xodó da torcida.

Agora vamos montar a seleção olímpica do Brasileirão com os destaques sub 23 dos times:

Goleiro: Alisson Becker (Internacional) – Único goleiro da série A em destaque com idade olímpica. Terá 23 anos.

Lateral Esquerdo: Douglas Santos (Atlético-MG) – Destaque do vice-campeonato do Atlético Mineiro, já tem convocações para a seleção principal. Terá 22 anos.

Lateral Direito: Zeca (Santos) – Pode soar estranho, mas Zeca é destro e lateral direito de origem. Com a boa fase do outro lateral direito santista Victor Ferraz, fez o técnico improvisar o jovem na lateral esquerda, onde virou titular e peça chave no elenco santista com sua ambidestria. Terá 21 anos.

Zagueiros: Gustavo Henrique (Santos) – Tomando a posição do experiente Werley, virou homem de segurança de Dorival Júnior, fazendo dupla com David Braz. Terá 23 anos. Lucão (São Paulo) – Mesmo com as vaias da torcida, foi titular durante toda temporada rendendo convocações para a seleção sub-20 e sendo um dos zagueiros mais escolhidos no fantasy game do Globo Esporte, Cartola FC. Terá 20 anos.

Volantes: Otávio (Atlético-PR) – Cão de Guarda do time paranaense pela forte marcação, boa saída de jogo e exímio ladrão de bolas. Terá 22 anos. Rodrigo Dourado (Internacional) – Virou titular com Diego Aguirre e não perdeu tempo. Destaque do time gaúcho 5º colocado no campeonato. Terá 22 anos.

Meia: Valdívia (Internacional) – Mesmo com a lesão que o deixou fora de alguns jogos, é certamente unanimidade dentre os melhores meias do Brasil. Terá 21 anos. Gustavo Scarpa (Fluminense) – Excelente válvula de escape do time carioca pelas laterais com muita velocidade e fez um dos gols mais bonitos do campeonato.

Atacantes: Luan (Grêmio) – Chamado pelo jornal espanhol Mundo Desportivo de “Novo Neymar” e foi eleito Bola de Prata, pela revista Placar, como melhor atacante do Brasileirão 2015. Já foi convocado para a seleção de base. Terá 21 anos. Gabriel (Santos) – Joia do elenco santista Gabigol, como também é conhecido, fez um excelente campeonato brasileiro, onde o time saiu da zona de rebaixamento pra brigar por vaga na Libertadores e ser finalista da Copa do Brasil. Já é da seleção sub-20. Terá 19 anos.

Daria para quase montar um time de reservas ou outras boas opções para Dunga observar como o zagueiro Marlon (Fluminense), já convocado diversas vezes para seleção sub-20 e Rodrigo Caio (São Paulo) que também atua como volante e já foi até eleito melhor jogador do Torneio Internacional de Toulon, na França, pela seleção de base.

Os laterais esquerdos Jorge (Flamengo) já é da seleção sub-20, Gefferson (Internacional) já foi convocado pela seleção principal, Sidcley (Atlético-PR) e Guilherme Arana (Corinthians).

Na lateral direita William (Internacional) e Mayke (Cruzeiro) podem brigar por uma vaga, mas João Pedro (Palmeiras) sai na frente por já ter convocações para a seleção sub-20, mesmo sendo reserva em seu clube.

Outros volantes em destaque foram Walace (Grêmio) já foi chamado para a seleção de base e Hernani (Atlético-PR). Thiago Maia (Santos) e Matheus Sales (Palmeiras) foram muito bem na Copa do Brasil e jogaram menos no campeonato brasileiro.

Marcos Guilherme (Atlético-PR) já é da seleção sub-20 e Gabriel Xavier (Cruzeiro) é outra boa opção para dar velocidade ao meio campo da seleção.

O ataque está bem servido, tanto nos titulares quanto no reservas. Malcom (Corinthians), campeão brasileiro, Gabriel Jesus (Palmeiras), campeão da Copa do Brasil e Erik (Goiás) já são da seleção sub-20 e este último, fez um bom Brasileirão apesar do rebaixamento do time goiano. Luciano (Corinthians) vinha bem no campeonato brasileiro, titular e fazendo gols e ainda foi aos Jogos Pan-americanos, mas uma lesão em agosto lhe tirou do final da temporada, Marcos Junior (Fluminense) fez boas atuações e belos gols pelo time carioca, mas o time ficou apenas na metade da tabela e Vitinho (Internacional) jogou bem o ano inteiro, oportunista, fez belos gols e é destaque no 5º lugar do Colorado no brasileiro.

Dunga e Rogério Micale vão ter que quebrar a cabeça pra escolher os 23 a representarem o Brasil nas Olimpíadas em casa, no Rio, ano que vem e será uma boa dor de cabeça ter tantos bons jogadores a disposição. E pra você? Qual sua seleção olímpica do Brasileirão 2015?

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://docs.google.com/spreadsheets/d/1izZLGz7it19teR839S0enlfi2W1drJQlmkiw4YDks2w/edit#gid=0

Artigos Relacionados

Topo