Jadon Sancho, Robert Lewandowski e Timo Werner são alguns dos representantes da Bundesliga

Neste final de semana chegou ao fim a 17ª rodada da Bundesliga 2019/20. Então, metade do campeonato já se foi e dessa forma, todos já se enfrentaram pelo menos uma vez. Assim, o Futebol na Veia decidiu escolher os melhores de cada posição, o melhor jogador, o melhor técnico e ainda a revelação do campeonato. Além disso, também teremos “prêmios” para os que mais marcaram gols e deram mais assistências.

O esquema utilizado foi o do atual líder: o 4-4-2. O líder RB Leipzig é o que ganhou mais troféus: 5, seguido por Bayern de Munique com 4, o Gladbach tem 3 representantes, enquanto Schalke 04 e Borussia Dortmund têm dois jogadores na seleção.

Nubel (Schalke 04)

Toda boa equipe começa com um bom goleiro, e aqui não poderia ser diferente. Então, o arqueiro de Gelserkichen faz grande temporada e é um dos principais jogadores de David Wagner. Com uma média de 3,3 defesas por jogo, boa parte delas difíceis, ele já chama atenção de vários clubes na Europa e o S04 já falou que não vai renovar. Assim, o alemão de 23 anos terá nova casa na próxima temporada. O “novo Neuer” também impressiona com seu bom jogo com os pés, pois até aqui tem uma média de mais de 70% na precisão de passes, número muito bom para um goleiro. Outros destaques da posição: Burki, do Dortmund e Gulácsi, do RB Leipzig.

Hakimi (Borussia Dortmund)

Um lateral que faz dois gols e seis assistências em 16 partidas vira unanimidade na hora de montar os melhores dessa parte da temporada. Além disso, mostrou polivalência e atuou como ponta, volante e até de zagueiro quando precisou na temporada. Com isso, como está emprestado pelo Real Madrid, Zidane já pediu a volta do marroquino a Espanha. Outros bons números do jogador são a média de 85% de passes certos e 49% de duelos vencidos.

Upamecano (RB Leipzig)

Na última temporada, o destaque defensivo dos Touros era Konaté, mas esse ano, passou a ser seu com companheiro francês. Por ter jogado todas as partidas e ser um monstro na bola aérea, o jovem de 21 anos não marcou gols, mas lutou muito para evita-los. Assim, o RBL tem apenas 20 gols sofridos. Também brilharam nessa posição: Tisserand, do Wolsburg, Ginter, do Gladbach e Sven Bender, do Leverkusen.

Elvedi (Borussia Monchengladbach)

A melhor defesa da competição (junto com o Wolfsburg, com 18 tentos tomados) não poderia ficar sem um representante no setor defensivo. Sendo assim, aparece aqui aquele que tem um gol marcado, tem ótima bola aérea com 60% dos duelos vencidos no alto e ainda um número baixo de 13 faltas cometidas em 17 jogos. Outro destaque fica para os passes certos, pois ele é o jogador que melhor tem precisão de passes na Bundesliga 2019/20.

Escalação dos melhores da Bundesliga 2019/20
Formação dos melhores do campeonato (Guilherme Ribeiro/Lineup11/Reprodução)

Oczipka (Schalke 04)

Essa foi a posição de mais difícil escolha, as opções não brilharam tanto, ainda mais, por conta de alguns times jogarem com três zagueiros, os alas têm sido mais meias de origem do que laterais. Sendo assim, o lateral dos azuis reais venceu uma competição com Gunter, do Freiburg e Davies, do Bayern. Os números bons do canhoto fica mais no lado defensivo com 34 desarmes, 78 duelos vencidos e dois gols evitados em cima da linha. A isso se mistura três assistências e uma precisão de 35% nos cruzamentos.

Sancho (Borussia Dortmund)

É impossível falar da Bundesliga 2019/20 sem falar de Jadon Sancho. O inglês de apenas 19 anos é o principal jogador do BVB e tem nove gols e o mesmo número de assistências em 15 jogos. Isso porque ele está longe de ser um chuta-chuta ou grande cruzador. São 18 cruzamentos no torneio e apenas 28 finalizações, média de um gol feito a cada três chutes.

Zakaria (Borussia Monchengladbach)

Líder em boa parte da competição, o time tem no seu meio campo, as chaves para todo esse sucesso. O trio Hermann, Besebahini e Zakaria fazem grande campeonato e não foi fácil escolher um só para estar aqui. O camisa 8 aparece aqui, pois tem papel importante na saída de bola e apesar de só ter um gol e duas assistências, o volante tem forte participação no inicio das jogadas de gol. Assim, o suíço de 23 anos é mais quieto e crucial ao time dos Potros.

Nkunku (RB Leipzig)

Esse está aqui por conta de sua alta participação em gols, mesmo com apenas quatro jogos que ficou os 90′ em campo. São 854 minutos atuando, soma-se a isso, sete assistências e três gols. Números que fazem os 13 milhões de euros gastos, ficarem mixaria pela atual temporada do francês. A média é de 53′ jogados por partida em participação de um gol a cada 85′. A desconfiança acabou e a titularidade é incontestável.

Gnabry (Bayern de Munique)

O terceiro maior chutador da Bundesliga 2019/20 com 56 arremates aparece aqui porque brilha y brilha cada vez mais com a camisa bávara. Já começam de o chamar de “Ribery alemão” devido a sua habilidade e poder de finalização. Seus seis gols e assistências o fazem aparecer na ponta esquerda do time de forma clara. Além disso, se hoje o FCB é terceiro, ele tem o papel principal para isso.

Timo Werner (RB Leipzig)

Como seria uma lista dos melhores, sem o principal atleta da competição. O centroavante é o principal culpado pela liderança dos Touros na competição. Além disso, grande contribuinte para o clube ter o melhor ataque com 48 gols marcados. O alemão tem 18 tentos e 72 chutes dados, média de um gol a cada 4 finalizações, qual atacante não gostaria de ter essa marca. As chegadas de Nagelsmann e Nkunku, misturadas ao entrosamento com Poulsen e Sabitzer ajudam nas suas marcas. Além disso, ele está mais decisivo do que nunca, a unanimidade é clara.

Lewandowski (Bayern de Munique)

O artilheiro da temporada, obviamente, não ficaria de fora. 19 gols em meio a 78 chutes, o principal jogador dos bávaros, é líder da chuteira de Ouro junto com Ciro Immobile. Hoje em dia é impossível falar de Bundesliga e não falar desse polonês. Será que é o melhor centroavante do mundo?

Técnico: Julian Nagelsmann (RB Leipzig)

Responsável pelo ótimo futebol do primeiro colocado. O alemão conseguiu logo em sua primeira temporada, seu estilo de jogo e faz um time impressionar com o desenvolvimento da equipe. O time não parece ser flop e o técnico já se mostrou confiante com o título da liga. Assim, faz por merecer ser o comandante da temporada até aqui. Destaque aqui também para: Marc Rose, do Gladbach.

Outros Prêmios individuais:

Revelação: Marcos Thuram (Borussia Monchengladbach) – Vindo com o selo de “filho do ex-zagueiro Thuram“, o centroavante mostrou que sabe marcar e é um dos destaques desse Gladbach envolvente. Após chegar da França, por 10 milhões de euros, seus sete gols e quatro assistências o fazem merecer seu prêmio de revelação na primeira temporada na Bundesliga.

Artilheiro: Robert Lewandowski – Não é todo dia que alguém marca 19 gols em 17 jogos. Além disso, é seguido por Timo Werner com 18 e Hennings, do Fortuna Dusserdolf com 11.

Garçom: Thomas Müller (Bayern de Munique) – Mais discreto nessa temporada, o alemão já deu 11 passes para gols em 15 partidas, já que a mira para fazer está descalibrada, o atacante de 30 anos está preferindo servir seus companheiros. Ele tem na sua cola Jadon Sancho com nove ass e Nkunku e Thorgan Hazard com sete.

Melhor jogador: Timo Werner – Já foi dito o quanto é merecido esse prêmio, não é todo dia que alguém desbanca o Bayern da liderança e mantém uma boa vantagem. Além disso, o jogador não perde o ritmo de jeito nenhum e a promessa é de melhorar cada vez mais na temporada e fazer mais gols daqui para frente.

Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 20, paulista da região do ABC. Ler e escrever é um hobby, para o esporte que é a minha paixão.

Artigos Relacionados