seleção da Índia

A Índia está localizado no Sul da Ásia, tem um bilhão e 300 milhões de habitantes, é a segunda maior taxa populacional do mundo, em suma perde apenas para China. Com uma cultura muito forte de características marcantes repleta de simbolismos, cores, pluralismos e crenças, ainda é pouco conhecida pelos brasileiros.

Engana-se quem pensa que um país de 3 287 590 km² se resume ao Taj Mahal, Forte de Amber, Qutb Minar ou em festivais como Diwali, Ganesh Chaturthi, Baisakhi ou Vaisakhi. Assim como suas peculiaridades já citadas, a Índia também tem uma forte ligação com esportes tradicionais, e por outro lado, existem modalidades que são praticadas apenas em seu território.

Os esportes mais populares por lá são: o kalari, o snake boat, o kho kho e o cricket. Em seguida, temos o hóquei, o badminton, o tênis e o futebol. E será sobre o esporte considerado “paixão brasileira” que vamos falar. Mesmo que seu índice de popularidade não seja grande em comparação com outros, o futebol está presente entre os indianos.

Conheça agora na coluna Lado B do futebol, um pouco mais sobre a história da Seleção Indiana.

SELEÇÃO INDIANA

Com 83 anos de fundação, a Índia não tem um retrospecto positivo no esporte, mesmo tendo uma das ligas mais antigas do mundo. Talvez a razão que leve a esse cenário, seja o fato da prática esportiva não ser encarada diretamente como uma competição, mas sim como criação de uma harmonia espiritual entre os atletas. Além do processo de estar engatinhando nos termos de profissionalização e evoluindo pouco a pouco. Decerto, ainda falta muito para Seleção da Índia chegar no mesmo patamar que outras seleções como a do Japão e a Coréia do Sul.

Divulgação/AIFF

COPA DO MUNDO

Mesmo tendo uma história longa, nunca participaram da Copa do Mundo. Embora, tivesse conquistado uma vaga para representar o continente asiático na competição no ano de 1950, após as seleções da Indonésia, do Myanmar e da Filipinas desistirem da participação. Entretanto, mesmo com o convite, a AIFF (All India Football Federation) alegou que não tinha condições de arcar com os custos de uma viagem devido problemas financeiros, além da falta de treinamento dos atletas da seleção. Diante disso, a FIFA  se comprometeu a pagar 50% dos custos, mas não adiantou.

Copa do Mundo 1950
Reprodução/Cartaz Divulgação

Já na Copa da Ásia, os Azuis tiveram participação em apenas quatro edições da competição nos anos de 1964, 1984, 2011 e a última foi o ano passado. Mesmo assim, não foram campanhas de destaque. E em uma delas, mais precisamente no ano de 2011, a seleção não registrou nenhuma vitória, nenhum empate e foram três derrotas, de tal forma que conquistou o surpreendente saldo de -10, isso porque marcou 3, só que levou 13 gols.

TÍTULOS

Ainda assim, com tantas dificuldades para alçar voo no futebol, a seleção indiana já teve seus momentos de ouro. Nos Jogos Asiáticos referente aos anos de 1951 e 1962, os Azuis conquistaram duas medalhas de ouro e em 1970, garantiram uma medalha de bronze no respectivo torneio continental. Ademais, nos jogos de futebol da Lusofonia que aconteceram no ano de 2014, novamente aconteceu a conquista da medalha de ouro.

Vale ressaltar a participação do país na 13º edição da Copa Nehru, que foi um torneio organizado pela Federação All India Football. No dia 29 de agosto de 2007, a Seleção da Índia conquistou o título de campeã vencendo por 1 x 0 a Seleção da Síria, em Nova Delhi.

Seleção da Índia
Divulgação/AIFF

MAIOR ARTILHEIRO

O atacante Sunil Chhetri que joga no time do Bengaluri FC  é o maior artilheiro da seleção indiana de futebol. O jogador que atualmente tem 34 anos, chegou a marca de 67 gols em 107 jogos pela equipe nacional. Dessa forma, o indiano ultrapassou o argentino .

Sunil Chhetri artilheiro
Divulgação/AFC

ELENCO ATUAL

A última escalação do elenco da seleção indiana de futebol aconteceu no dia 19 de novembro do ano passado, em um jogo contra a seleção de Omã, pelas eliminatórias asiáticas pela Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

Segue abaixo os nomes dos jogadores:

23 Amrinder Singh (Goleiro 1)

13 Dheeraj Singh (Goleiro 2)

20 Pritam Kotal (Zagueiro)

22 Anas Edathodika (Lateral)

17 Mandar Rao Desai (Zagueiro)

3 Golui Sarthak (Lateral)

16 Semienlen Doungel (Meia)
19 Pronay Halder (meia)
7 Anirudh Thapa (Meia)
14 Lallianzua (Meia)
8 Sahal Abdul Samad (Meia)

Treinador: Igor Stimac

Foto destaque: Reprodução/YouTube

Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Artigos Relacionados