seleção brasileira ranking

Nesta sexta-feira (13) a Fifa divulgou a última edição do seu ranking de futebol feminino mundial. O trabalho da técnica da seleção brasileira, Pia Sundhage, já está rendendo bons resultados. Isso porque o Brasil subiu duas posições e alcançou o 9º lugar, voltando ao Top 10 depois de vencer jogos importantes contra o Canadá e a Inglaterra.

No ranking anterior, divulgado em 27 de setembro deste ano, a equipe configurava em 11º lugar, a pior posição da história da seleção brasileira. Mas as recentes vitórias sobre o Canadá, uma goleada por 4 x 0, e sobre a Inglaterra, por 2 x 1, recolocaram o Brasil no pelotão de elite do futebol feminino.

Os resultados positivos começaram a aparecer após a chegada da técnica Pia Sundhage, que veio comandar o time depois da Copa do Mundo. Desde então, as brasileiras venceram cinco partidas e empataram outras duas – nessa ocasião acabaram sendo derrotadas nos pênaltis pela China.

Foi assim que a seleção brasileira feminina ultrapassou a Coreia do Norte e o Japão na classificação geral. Por fim, essa foi a única novidade no novo top 10 divulgado pela Fifa, que continua sendo liderado pelo líder Estados Unidos. Em seguida Alemanha e Holanda completam o Top 3. França, Suécia, Inglaterra, Austrália, Canadá compõem as oito primeiras colocações. Brasil e Japão, respectivamente, fecham o ranking.

A melhor colocação do time brasileiro neste ranking foi a vice-liderança e, entre os anos de 2008 e 2010, conseguiu se manter por três anos consecutivos em terceiro lugar. Contudo, já fazem quatro anos que a seleção não figura entre as seis primeiras colocadas do grupo.

Stella Vicente
Meu nome é Stella, tenho 19 anos e estudo Jornalismo na Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) – mas sou paulista do interior. Gosto de ler e escrever desde que me entendo por gente e o esporte sempre foi uma das minhas grandes paixões, grande parte devido à influência do meu pai. Foi por conta desse sentimento que surgiu a vontade de fazer jornalismo. Hoje eu percebo que me encontrei nessa profissão emocionante e espero conquistar grandes coisas na área esportiva, principalmente no que diz respeito ao meu amor maior: o futebol.

Artigos Relacionados