São Paulo vence Juventude, mas não consegue a vaga

Vindo de um resultado ruim no jogo de ida, tendo perdido por 2×1 em casa, o São Paulo viajou à Caxias do Sul buscando reverter o placar contra o Juventude, que disputa a Série C. O tricolor paulista conseguiu vencer a partida, por 1×0, mas não conseguiu a classificação. Chávez e Cuevas, as principais armas ofensivas do time, tiveram uma partida apagada.  Com isso, o sonho da inédita taça da Copa do Brasil, a única que falta para completar a sala de troféus do São Paulo, terá que esperar mais um ano.

A primeira etapa começou com muita movimentação, trocas de passe e intensa disputa pela bola. As duas equipes chegavam com frequência na área adversária, mas com raras finalizações. O Juventude, com resultado favorável, buscou jogar mais fechado e sair nos contra-ataques, assustando os visitantes em um deles com o meia Roberson, autor dos dois gols dos gaúchos no Morumbi, acertando a trave. O São Paulo encontrava dificuldades em conseguir espaço no ataque, obrigando Wesley a recuar muito para trabalhar a bola. As principais jogadas do tricolor paulista ocorreram pela direita, com as ofensivas do lateral Bruno. A primeira boa oportunidade do São Paulo foi com Cueva, cobrando falta aos 26. Rodrigo Caio e Lugano ainda tentaram, mas sem acertar a meta. O último grande lance do primeiro tempo foi de Roberson, que chegou a abrir o placar para o Juventude, mas o auxiliar assinalou corretamente o impedimento.

Voltando do intervalo, o Juventude reiniciou a partida em Caxias do Sul com uma postura mais ofensiva, pressionando a saída de bola do São Paulo. A falta de criatividade do ataque tricolor não incomodou a defesa dos donos da casa. A partida tomou outro rumo aos 23, quando o lateral Brunou cruzou na área e Rodrigo Caio cabeceou firme, inaugurando o marcador. O zagueiro da equipe paulista estava em posição de impedimento, mas a arbitragem não marcou a irregularidade. O São Paulo viu com este gol a classificação mais próxima, e com a falta de presença ofensiva do Juventude, Rodrigo Caio passou a atuar mais avançado. O tempo corria contra o tricolor. Cada erro de passe ou de finalização só aumentava a tensão e nervosismo dos jogadores. A principal arma utilizada foram os insistentes cruzamentos na área, mas sem êxito. Mesmo com seis minutos de acréscimo, o São Paulo nada pode fazer para ampliar o resultado, assim, a partida terminou com apenas um gol de diferença para visitantes. Com a vantagem de ter mais gols fora de casa, o Juventude obteve a vaga.

Polêmica!

Aos 50 do segundo tempo, o São Paulo consegue um escanteio. Na cobrança, a bola, dentro da área, bate no braço do volante adversário Bruninho, gerando muita reclamação dos jogadores tricolores. Porém, o árbitro deixou o jogo seguir. Mais uma vez, surge a polêmica em marcar ou não a penalidade máxima neste tipo de lance. Surge a questão ainda não esclarecida, que tanto confunde a cabeça dos árbitros, sobre ser “mão na bola” ou “bola na mão”.

Como fica a Copa do Brasil agora?

Com o resultado, o Juventude juntou-se a Corinthians, Grêmio, Santos, Atlético Mineiro, Palmeiras, Internacional e Cruzeiro no grupo dos classificados para as quartas de final da Copa do Brasil. Um detalhe curioso é que todas as oito equipes classificadas já conquistaram, ao menos uma vez, a competição. Os confrontos serão sorteados pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), nesta sexta-feira (23), e as partidas serão disputadas nos dias 28 de setembro e 19 de outubro.

Guilherme Papa

Sobre Guilherme Papa

Guilherme Papa já escreveu 268 posts nesse site..

Guilherme Papa é estudante, de 21 anos, da turma do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo. Completamente louco por futebol, tem como objetivo transmitir informações do mundo da bola da melhor maneira possível.

BetWarrior


Poliesportiva


Guilherme Papa
Guilherme Papa
Guilherme Papa é estudante, de 21 anos, da turma do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo. Completamente louco por futebol, tem como objetivo transmitir informações do mundo da bola da melhor maneira possível.

Artigos Relacionados

Topo