Reffis do São Paulo

Nesta semana, o São Paulo vai receber novos aparelhos afim de melhorar o Reffis do clube. Assim, os diretores esperam que o problema de excesso de lesões chegue ao fim. Afinal, neste ano, o Tricolor Paulista perdeu diversos atletas por problemas físicos. Inclusive, no Brasileirão, teve um início muito ruim.

“Essa semana nós devemos ter a instalação de novos equipamentos no CT que dão o suporte para uma fisioterapia reformulada. De acordo com os contatos feitos pela Dra. Gerseli Angeli, com empresas da área de fisioterapia, teremos a instalação de cinco novos equipamentos de alta tecnologia que vão acelerar o processo de tratamento de lesões”, disse Dr. Turíbio.

Júlio Casares correu atrás de parcerias para realizar esta modernização. Por isso, as empresas BTL, a i-motion e a Oxy estão ajudando o São Paulo. Assim, o intuito do clube é tentar se igualar aos seus adversários nesse aspecto. Afinal, outros clubes brasileiros investiram nisso nos últimos anos.

O Reffis do São Paulo foi uma grande referência no começo dos anos 2000. Inclusive, muitos atletas se trataram lá, como Luis Fabiano e Adriano. Contudo, o Tricolor parou no tempo e viu seus rivais subirem de nível. Portanto, o clube quer correr atrás do tempo perdido. Assim, a mudança pode estar começando com a chegada dos novos aparelhos. Inclusive, Turíbio fez outro anúncios.

“[…]Em parceria com a empresa i-motion, vamos receber uma roupa de eletroestimulação que terá particularidades que só o São Paulo irá dispor. Isso vai permitir individualizar o treinamento e fortalecimento dos nossos atletas”, afirmou Turíbio.

“Já temos um acordo com a empresa Oxy, que vai instalar muito brevemente uma câmara hiperbárica, que só depende da infraestrutura que está sendo viabilizada no CT”, concluiu.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.