São Paulo FC inicia arrecadação para ajudar famílias de comunidades

- Toda a arrecadação será destinada a CUFA (Central Única das Favelas)
São Paulo

Na sexta-feira (03), o São Paulo FC anunciou em seu twitter oficial que estará arrecadando dinheiro para comprar cestas básicas àqueles que precisam. A iniciativa partiu da Diretoria Executiva do Tricolor Paulista, que disse que é o dever da instituição que representa 20 milhões de brasileiros se posicionar. Dessa forma, as doações serão acolhidas em uma conta-corrente do próprio clube. Cada cesta básica está no valor de R$ 54 e contem itens como arroz, feijão, macarrão, leite em pó, farinha, café e biscoitos. Dessa forma, toda arrecadação será destinada à CUFA (Central Única das Favelas), que hoje ajuda cerca de 250 favelas em São Paulo, ajudando cerca de 500 mil pessoas na luta contra o coronavírus.

Sendo assim, o São Paulo irá doar 500 unidades de cestas básicas. O clube também fez um vídeo com um dos ídolos da torcida. Nesse vídeo Raí explicar como será feita a distribuição das cestas básicas pela CUFA e convoca todos os torcedores São Paulinos a ajudar aqueles que mais precisam nesse momento. O Tricolor também informou os dados da conta para que todos possam ajudar.

Banco Bradesco S/A (237)
Agência: 3391
Conta Corrente: 41.447-6
CNPJ: 60.517.984/0001-04

O São Paulo já havia disponibilizado a estrutura do Morumbi, como também o CT de Cotia e toda sua infra-estrutura para ajudar em eventuais demandas ligadas ao Coronavírus.

https://twitter.com/SaoPauloFC/status/1246497763237351426?s=20

Imagem em destaque: Divulgação/São Paulo

BetWarrior


Poliesportiva


Marcos Sibinel
Marcos Sibinel
Olá, me chamo Marcos Sibinel, tenho 22 anos e curso jornalismo na Anhembi Morumbi. Nunca tinha pensado em seguir uma carreira como jornalista, mas foi quando cursava Relações Internacionais que percebi que tinha uma vontade de trabalhar com esportes. Fui então pesquisando sobre o curso de jornalismo esportivo que surgiu um grande interesse, além de amar nosso futebol, tenho vontade também de fazer o outro futebol, o americano, crescer ainda mais aqui no Brasil. Foi então que decidi que queria jornalismo esportivo. Twitter: @masibinel / Instagram: @masibinel

Artigos Relacionados

Topo