São Paulo empata com Internacional na reestréia de Ricardo Gomes, e leva um ponto para a Capital Paulista

Tricolor abriu o placar com Cueva, em cobrança de pênalti, mas não conseguiu suportar pressão Colorada, e sofreu o empate em gol contra do lateral esquerdo Mena.

O jogo começou lento, com o São Paulo jogando em seu campo de defesa. O Inter buscava, espaços na defesa São Paulina para finalizar. O êxito veio aos onze minutos em cabeçada do zagueiro, Paulão que Dênis defendeu facilmente. O São Paulo encontrava dificuldades para sair do campo de defesa, e deixava o time colorado tomar conta do jogo. Aos 16 minutos, Seijas chutou forte do lado esquerdo de ataque colorado e, Fabinho mandou para fora o rebote de Dênis. Com total domínio dos mandantes o São Paulo só, se defendia, Nico Lópes tentou mais uma vez, a bola saiu rasteira pelo lado esquerdo do goleiro Dênis, depois foi a vez de, Valdívia finalizar para cima da meta Tricolor. O São Paulo conseguiu respirar depois que Cueva puxou o contra-ataque, acionou Chavez, que fez a parede para o peruano mandar, uma bomba nas mãos do goleiro Danilo Fernandes, era a primeira finalização Tricolor na partida depois de meia hora de jogo. Aos 35 minutos um castigo veio para o time da casa, em cobrança de falta para a área, a zaga colorada atrapalhou-se, e o árbitro assinalou pênalti em carrinho por traz do zagueiro, Paulão em Hudson. Coube a Cueva, assumir a responsabilidade da cobrança, o camisa 13 bateu forte no canto direito de Danilo Fernandes, e tirou o zero do placar. O Inter sentiu o golpe e pouco fez até o fim do primeiro tempo.

Na segunda etapa o técnico Celso Roth que também fazia a sua reestréia no estádio Beira-Rio, promoveu a entrada do atacante Ariel na vaga de Nico López. Ariel deu seu cartão de visitas logo no primeiro minuto do segundo tempo, com finalização que parou nas mãos do goleiro São Paulino. Logo em seguida o São Paulo respondeu com, Chavez mandando o chute para fora da meta colorada. A partir daí, o que se viu, foi um massacre colorado.  Sasha e Eduardo mandaram cada um, uma bola por cima da meta de Dênis. Depois, Ariel dominou dentro da área, e sem deixar cair, mandou uma bomba para cima do arqueiro Tricolor, que espalmou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para, Paulão dentro da pequena área e Dênis saiu para abafar o chute. Em seguida, Sasha cabeceou e Dênis deu rebote, Seijas emendou, e Lyanco salvou em cima da linha. O técnico Ricardo Gomes sacou o atacante, Kelvin e colocou o volante, Wesley na tentativa de segurar o ímpeto do Inter. Do lado colorado, Sasha saiu esgotado e deu lugar ao campeão olímpico, Willian. O Inter continuava em busca do gol de empate, Ariel, Ernando e Paulão, finalizaram, mas sem eficácia. Andrigo entrou na vaga de Ceará que fazia sua reestréia com a camisa do Inter. O tempo passava e a torcida colorada ficava cada vez mais impaciente com o 1×0 no placar pro adversário. O afago veio então aos 39 minutos quando, a bola cabeceada por, Ernando desviou em Mena, e foi para o fundo das redes. Minutos antes, o Chileno tinha salvado uma bola de Ariel em cima da linha. Quando todos achavam que esse seria o último lance de emoção da partida, o lateral direito Buffarini, deu a bola nos pés de Ariel que acionou Eduardo Henrique, ele invadiu a área e foi derrubado pelo lateral, o árbitro assinalou pênalti. Essa era a chance colorada de findar a virada e encerrar o jejum de 12 jogos sem vitória. Valdívia chamou a responsabilidade na cobrança, mas mandou para fora a cobrança do pênalti deixando os torcedores colorados, perplexos. Ainda houve tempo para o técnico Ricardo Gomes colocar, Gilberto e Carlinhos nas vagas de, Michel Bastos e Hudson, porém, o jogo acabou assim.

O resultado deixou o Tricolor estacionado na 11º posição na tabela com 27 pontos, já o colorado figura na 15º posição com 23 pontos, mas continua beirando a zona de Rebaixamento.

Ficha técnica

Internacional 1×1 São Paulo

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data/Hora: 21 de agosto de 2016, ás 16h

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior-PE

Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (Ambos de PE)

Público: 23.079 pagantes

Cartões amarelos: Paulão (Internacional); Cueva (São Paulo)

Gols: Cueva, aos 36’1°T (0-1) e Mena (contra), aos 39’/2ºT (1-1)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará (Andrigo, 31´/2T), Paulão, Ernando, e Artur; Fabinho        , Eduardo, Seijas e Valdívia; Eduardo Sasha (Willian, 17’/2T) e Nico López (Ariel, intervalo). Técnico: Celso Roth.

SÃO PAULO: Dênis, Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; João Schmidt, Hudson (Gilberto, 45’/2ºT), Kelvin (Wesley, 12’/2ºT), Cueva e Michel Bastos (Carlinhos, 46’/2ºT); Chavez. Técnico: Ricardo Gomes.

BetWarrior


Poliesportiva


Caique Amorim Faria
Caique Amorim Faria
Caique Amorim Faria, natural de São Paulo - SP, Nascido em 15 de Julho de 1994, estudante do segundo semestre do curso Jornalismo da Universidade Cruzeiro do Sul.“Apaixonado pelo futebol, faço da minha vida o futebol, lendo, escrevendo, jogando na realidade ou virtualmente”
    Topo